sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Tropas iraquianas entram em Tikrit após 10 dias de ofensivas

As forças iraquianas conseguiram esta quarta-feira entrar em Tikrit, na esperança de registarem uma grande vitória contra o grupo "Estado Islâmico" (EI), que tenta atiçar novos fogos no Iraque e na vizinha Síria.

Lançada há 10 dias, a ofensiva das forças do Governo iraquiano para reconquistar Tikrit, que caíra em junho nas mãos dos 'jihadistas', tomou um novo rumo com o avanço 'jihadista' para o norte da cidade.

Lançada há 10 dias, a ofensiva das forças do Governo iraquiano para reconquistar Tikrit, que caíra em junho nas mãos dos 'jihadistas', tomou um novo rumo com o avanço 'jihadista' para o norte da cidade.

© Thaier Al-Sudani / Reuters

Lançada há 10 dias, a ofensiva das forças do Governo iraquiano para reconquistar Tikrit, que caíra em junho nas mãos dos 'jihadistas', tomou um novo rumo com o avanço 'jihadista' para o norte da cidade.

Soldados, agentes da polícia e membros de unidades de mobilização popular, uma força paramilitar composta principalmente por milicianos xiitas, assumiram o controlo de grande parte do bairro de Qadisiyah, mas a situação parece delicada, revelou um idoso a coberto do anonimato, citado pela Agência France Presse.

"Não temos de combater lutadores num frente-a-frente, mas de enfrentar um terreno armadilhado e franco-atiradores", acrescentou, referindo-se às técnicas que os 'jihadistas' aprimoraram de deixar bombas e outros artefactos explosivos nas localidades que têm de abandonar.

A cidade estratégica de al-Alam, ao norte de Tikrit, ficou hoje completamente sob o controlo do governo, segundo a AFP, que descreve ainda estarem dezenas de milhares de homens a enfrentar-se com centenas de 'jihadistas' numa autêntica batalha em Tikrit.

Enquanto isso, cerca de 100 km a oeste de Bagdad, os 'jihadistas' lançaram um ataque em Ramadi, capital da província de Al-Anbar, tendo 12 carros-bomba explodido simultaneamente ao amanhecer nos quatro cantos da cidade, causando pelo menos 17 mortos e 14 feridos.

Al Anbar é uma província estratégica para o grupo EI, pois faz fronteira com a Síria e é maioritariamente habitada por sunitas, muitos dos quais se sentem marginalizados pelo governo iraquiano, dominado pelos xiitas desde a queda de Saddam Hussein em 2003.

Ao redor da capital, pelo menos outras 17 pessoas foram mortas em cinco ataques, incluindo nove em resultado da explosão de um carro-bomba no bairro Hurriya, em Bagdad.

Do outro lado da fronteira, na Síria, o Estado Islâmico lançou hoje uma ofensiva para tentar conquistar a cidade curda de Ras al-Ain (norte), na fronteira com a Turquia, disse o Observatório Sírio dos Humano Direitos, segundo o qual os combates deixaram dezenas de mortos de ambos os lados.

Ras al-Ain está localizada a cerca de 30 km de Tall Tamer, que os 'jihadistas' pretendem tomar para abrir um corredor que una a província de Alep (norte) à fronteira iraquiana e a Mossul.

O nordeste da Síria é estratégico para os 'jihadistas', pois oferece uma passagem para a Turquia e, especialmente, para o Iraque. 
lUSA
  • Iraque lança ofensiva contra Estado Islâmico para recuperar Tikrit
    0:37

    Daesh

    O Iraque lançou uma ofensiva contra o Estado Islâmico, depois de o grupo extremista ter tomado a cidade iraquiana de Tikrit. Cerca de 30 mil militares das forças iraquianas, apoiados por meios aéreos, tentam recuperar a cidade tomada pelos jihadistas. O primeiro-ministro do Iraque, Haider Al-Abadi, explica que o objetivo é libertar a população do domínio do Estado islâmico.

  • Marinha e Exército dão luz verde ao Aeroporto do Montijo

    País

    De acordo com a edição deste domingo do Diário de Notícias, o Exército e a Marinha já comunicaram à Força Aérea disponibilidade para desocupar parcialmente a base aérea e o Montijo se transformar num num aeroporto complementar ao de Lisboa.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.