sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Estado Islâmico executa nove oficiais do exército e polícia iraquianos

O movimento 'jihadista' auto-denominado Estado Islâmico (EI) executou nove oficiais do exército e da polícia iraquianos no domingo na província de Ninive, norte do Iraque, disse esta segunda-feira à agência noticiosa Efe um responsável local. 

Entre os mortos incluem-se três pessoas do clã árabe dos Al Yabur, que o EI acusa de cumplicidade com o governo central de Bagdad, tendo já sequestrado muitos dos seus membros. (Arquivo)

Entre os mortos incluem-se três pessoas do clã árabe dos Al Yabur, que o EI acusa de cumplicidade com o governo central de Bagdad, tendo já sequestrado muitos dos seus membros. (Arquivo)

© Ahmed Saad / Reuters

O chefe do comité de segurança de Ninive, Mohamed al Bayati, explicou por telefone que o grupo extremista islâmico executou e enterrou numa vala comum os oficiais iraquianos em Al Qayara, 50 quilómetros a sul de Mossul, capital da província. 

Entre os mortos incluem-se três pessoas do clã árabe dos Al Yabur, que o EI acusa de cumplicidade com o governo central de Bagdad, tendo já sequestrado muitos dos seus membros.  

Ainda segundo Al Bayati, os milicianos deste clã árabe, um dos mais importantes do Iraque, mataram hoje sete 'jihadistas', em vingança pela execução dos seus três membros.  

O mesmo responsável assinalou que o EI cercou as povoações de Al Qayara e Al Hud, a região dos oficiais executados, e impuseram estritas medidas de segurança por receio de uma rebelião contra a organização 'jihadista'. 

O governo de Bagdad, apoiado por milícias xiitas e curdas, mantém desde junho uma guerra contra o EI, que declarou um califado nas zonas do Iraque e da Síria que controla. 

As autoridades iraquianas são ainda apoiadas por uma coligação internacional liderada pelos Estados Unidos e que em agosto iniciou uma campanha aérea contra as posições 'jihadistas'. 
Lusa
  • Jovens adoptados e filha do líder da IURD com versões diferentes dos acontecimentos
    4:06

    País

    Os jovens adoptados e a filha do bispo Edir Macedo, que alegadamente os adoptou, têm versões diferentes sobre o que aconteceu. Vera e Luís Katz garantem que foram adoptados por uma família norte-americana, com que viveram até aos 20 anos. Viviane Freitas, filha do líder da Igreja Universal do Reino de Deus, conta que foi mãe das crianças durante três anos, apesar de lhe ter sido negada a adopção.

  • Cabecilha da seita Verdade Celestial é "mentiroso, egocêntrico e psicótico"
    2:22

    País

    O cabecilha da seita "Verdade Celestial" foi condenado a 23 anos de pena de prisão por abusos sexuais de crianças e adolescentes. O juiz diz que o cabecilha do grupo era mentiroso patológico, egocêntrico, impulsivo e com personalidade psicótica. Dos oito acusados, duas mulheres foram absolvidas e seis arguidos foram condenados a penas efetivas. A rede de abusadores foi desmantelada há dois anos, numa quinta de Palmela.

  • Mau tempo obriga ao cancelamento de centenas de voos na Europa
    1:21
  • Antigos quadros da Facebook declaram-se preocupados com efeitos da rede social

    Mundo

    Alguns dos antigos quadros da empresa Facebook estão a começar a exprimir sérias dúvidas sobre a rede social que ajudaram a criar, foi noticiado. A Facebook explora "uma vulnerabilidade na psicologia humana" para criar dependência entre os seus utilizadores, afirmou o primeiro presidente da empresa, Sean Parker, num fórum público.