sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Estado Islâmico executa nove oficiais do exército e polícia iraquianos

O movimento 'jihadista' auto-denominado Estado Islâmico (EI) executou nove oficiais do exército e da polícia iraquianos no domingo na província de Ninive, norte do Iraque, disse esta segunda-feira à agência noticiosa Efe um responsável local. 

Entre os mortos incluem-se três pessoas do clã árabe dos Al Yabur, que o EI acusa de cumplicidade com o governo central de Bagdad, tendo já sequestrado muitos dos seus membros. (Arquivo)

Entre os mortos incluem-se três pessoas do clã árabe dos Al Yabur, que o EI acusa de cumplicidade com o governo central de Bagdad, tendo já sequestrado muitos dos seus membros. (Arquivo)

© Ahmed Saad / Reuters

O chefe do comité de segurança de Ninive, Mohamed al Bayati, explicou por telefone que o grupo extremista islâmico executou e enterrou numa vala comum os oficiais iraquianos em Al Qayara, 50 quilómetros a sul de Mossul, capital da província. 

Entre os mortos incluem-se três pessoas do clã árabe dos Al Yabur, que o EI acusa de cumplicidade com o governo central de Bagdad, tendo já sequestrado muitos dos seus membros.  

Ainda segundo Al Bayati, os milicianos deste clã árabe, um dos mais importantes do Iraque, mataram hoje sete 'jihadistas', em vingança pela execução dos seus três membros.  

O mesmo responsável assinalou que o EI cercou as povoações de Al Qayara e Al Hud, a região dos oficiais executados, e impuseram estritas medidas de segurança por receio de uma rebelião contra a organização 'jihadista'. 

O governo de Bagdad, apoiado por milícias xiitas e curdas, mantém desde junho uma guerra contra o EI, que declarou um califado nas zonas do Iraque e da Síria que controla. 

As autoridades iraquianas são ainda apoiadas por uma coligação internacional liderada pelos Estados Unidos e que em agosto iniciou uma campanha aérea contra as posições 'jihadistas'. 
Lusa
  • 105 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.