sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Estado Islâmico perde controlo de três importantes campos petrolíferos no Iraque

O grupo que se autodenomina Estado Islâmico, ou Daesh, perdeu o controlo de "pelo menos três importantes campos petrolíferos" no Iraque, o que lhe reduziu uma significativa fonte de rendimento, noticiou hoje um jornal alemão. 

© Thaier Al-Sudani / Reuters

Perante uma contraofensiva iraquiana, em larga escala, este grupo controla agora apenas um único campo petrolífero, adiantou o Sueddeutsche Zeitung na sua edição de hoje, citando o serviço de informações federal BND.

Expulso da estratégica cidade de Tikrit, no norte do Iraque, pelas forças de segurança iraquianas e milícias há uma semana - na que foi a maior vitória de Bagdade até agora, depois de perder vastas extensões do país em junho -, o grupo viu a sua capacidade de extração reduzida a "cinco por cento" da que chegou a ter, segundo o relatório do BND visto pelo Sueddeutsche Zeitung.

O diário adiantou que imagens de satélite permitem ver que o grupo incendiou dois destes três campos, o de Himrin e o de Ajil, quando constatou o avanço da contraofensiva. 

"No entender do BND, esta é a prova que o próprio grupo não acredita na rápida recaptura" do território agora perdido, adiantou o jornal. 

A capacidade de produção diária de petróleo do Daesh está agora reduzida à do campo Qayara, que é de dois mil barris por dia, de acordo com a espionagem alemã. 

Estes serviços de informações adiantaram no seu relatório que ao grupo falta também a capacidade técnica para explorar os campos petrolíferos, incluindo alguns na Síria, que controla. 

Agora, o grupo radical "dificilmente pode vender petróleo", acrescentou o jornal.

Não há números exatos sobre as finanças do grupo, mas as suas fontes de financiamento, para além das receitas do petróleo, também incluem o contrabando de antiguidades, a taxação de empresários e resgates em raptos.


Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.