sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

EUA afirmam que Estado Islâmico perdeu 25% a 30% do território que controlava no Iraque

O grupo Estado Islâmico perdeu o controlo de "25 a 30%" do território que controlava no Iraque após os ataques aéreos lançados pela coligação internacional e uma ofensiva iraquiana, disse na segunda-feira o Pentágono. 

Combates entre o exército iraquiano e os jihadistas em Ramadi.

Combates entre o exército iraquiano e os jihadistas em Ramadi.

© STRINGER Iraq / Reuters

O grupo radical tomou o controlo de grandes áreas do norte e partes do oeste do país há alguns meses, na sequência de uma ofensiva e da derrota de unidades militares iraquianas. 

Meses após o lançamento de uma campanha de ataques aéreos pela coligação liderada pelos Estados Unidos, e mobilização das forças iraquianas, o controlo de partes do país pelo grupo estado islâmico está a diminuir, defendeu o Pentágono. 

"O estado islâmico está lentamente a ser forçado a recuar", disse o porta-voz Steve Warren.

"As forças iraquianas e os ataques aéreos da coligação têm, sem qualquer sombra de dúvida, infligido alguns danos ao estado islâmico", acrescentou. 

O território perdido pelo estado islâmico foi estimado entre 13.000 a 17.000 quilómetros quadrados, segundo Warren.

Desde agosto, a coligação liderada pelos Estados Unidos conduziu ataques aéreos contra 3.244 posições do estado islâmico: 1.879 no Iraque e 1.365 na Síria. Os Estados Unidos levaram a cabo 80% dos ataques, segundo o Pentágono. 



Lusa
  • Da Al-Qaeda do Iraque ao Daesh

    Daesh

    Daesh é a mais recente denominação de um grupo radical islâmico (sunita) que pretende instituir um califado – um Estado dirigido por um único poder político e religioso regulamentado pela lei islâmica, a Sharia. Ainda limitado ao território conquistado à Síria e ao norte e oeste do Iraque, promete expandir-se e “quebrar as fronteiras” da Jordânia e do Líbano e “libertar” a Palestina. É liderado por Ibrahim Awad Ibrahim Ali al-Badri al-Samarrai, conhecido como Abu Bakr al-Baghdadi, desde 2010, altura em que se chamava Al-Qaeda do Iraque e depois Estado Islâmico do Iraque. Em abril de 2013 o nome do grupo foi alterado para Daesh - Estado Islâmico do Iraque e Levante (ISIL em português, ISIS em inglês), quando agrupou a Al-Qaeda do Iraque e um ramo dissidente do grupo sírio Frente al-Nusra, constituído para combater o Presidente sírio Bashar al-Assad. A designação Estado Islâmico é anunciada em Junho de 2014 com a instituição do autodenominado califado e al-Baghdadi é proclamado califa Ibrahim.

  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28