sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Pelo menos 34 mortos em ofensiva jihadista no leste da Síria

Uma sangrenta batalha entre forças do regime e os jihadistas do grupo extremista Estado Islâmico fez pelo menos 34 mortos desde a noite de quarta-feira na cidade de Deir Ezzor, no leste da Síria, afirmou hoje uma organização não-governamental. 

© Ammar Abdullah / Reuters

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) indicou que 19 membros das forças pró-governamentais e 15 jihadistas' foram mortos na sequência da ofensiva do Estado Islâmico (EI) sobre Deir Ezzor e o aeroporto militar, localizado a sudeste da cidade.

Entre as vítimas, figura um general responsável pela defesa aérea do aeroporto militar, segundo o OSDH, que indicou que quatro soldados foram hoje decapitados pelo grupo extremista durante a tomada de um posto de controlo próximo do aeroporto.

"Um kamikaze fez-se explodir no posto de controlo que se encontra sob controlo do EI", disse o diretor da organização, Rami Abdel Rahmane.

"Tal permite ao EI aproximar-se do aeroporto", advertiu, acrescentando que os combates prosseguiram durante a madrugada e esta manhã, com bombardeamentos dos dois lados.

Os jihadistas controlam grande parte da província de Deir Ezzor e mais de metade da capital provincial homónima, estrategicamente situada na interseção de várias estradas importantes na Síria.

Se a tomar, o EI passará a controlar duas capitais provinciais, depois do 'assalto' a Raqa (norte), transformada na capital do "califado" autoproclamado pela organização jihadista.

A 40 quilómetros a sudeste de Damasco, uma explosão no interior de um avião estacionado no aeroporto militar de Belly fez 13 mortos, segundo o OSDH.

Além disso, no norte do país, pelo menos seis civis foram mortos na quinta-feira em ataques que tiveram como palco Aleppo, a antiga capital económica da Síria, dividida entre bairros rebeldes e controlados pelo exército desde julho de 2012.


Lusa
  • Da Al-Qaeda do Iraque ao Daesh

    Daesh

    Daesh é a mais recente denominação de um grupo radical islâmico (sunita) que pretende instituir um califado – um Estado dirigido por um único poder político e religioso regulamentado pela lei islâmica, a Sharia. Ainda limitado ao território conquistado à Síria e ao norte e oeste do Iraque, promete expandir-se e “quebrar as fronteiras” da Jordânia e do Líbano e “libertar” a Palestina. É liderado por Ibrahim Awad Ibrahim Ali al-Badri al-Samarrai, conhecido como Abu Bakr al-Baghdadi, desde 2010, altura em que se chamava Al-Qaeda do Iraque e depois Estado Islâmico do Iraque. Em abril de 2013 o nome do grupo foi alterado para Daesh - Estado Islâmico do Iraque e Levante (ISIL em português, ISIS em inglês), quando agrupou a Al-Qaeda do Iraque e um ramo dissidente do grupo sírio Frente al-Nusra, constituído para combater o Presidente sírio Bashar al-Assad. A designação Estado Islâmico é anunciada em Junho de 2014 com a instituição do autodenominado califado e al-Baghdadi é proclamado califa Ibrahim.

  • Os melhores do mundo pela FIFA da última década

    Desporto

    O português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi têm repartido de forma igual os prémios de melhor jogador do mundo pela FIFA, na última década. Apesar destes dois nomes serem os mais falados, muitos outros jogadores foram nomeados para o prémio. Conheça a lista dos nomeados e dos vencedores desde 2007.

  • Tudo o que precisa saber sobre a moção de censura

    País

    O Governo minoritário do PS enfrenta na terça-feira a sua primeira moção de censura, a 29.ª em 43 anos de democracia, mas PCP, BE e PEV já anunciaram que vai "chumbar" a iniciativa do CDS-PP. Esta é a sétima moção de censura apresentada pelo CDS-PP e a 29.ª a ser discutida na Assembleia da República. Os três partidos de esquerda que têm apoiado o executivo, PCP, BE e PEV, já anunciaram que votam contra. Com os votos do PS, a moção é chumbada.

  • "Avançámos em primeiro lugar com incentivos às empresas"
    18:07

    Economia

    O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, esteve na Edição da Noite da SIC Notícias para falar do que pode ser feito depois da tragédia dos incêndios que assolou o país na última semana. O governante diz que já avançou com incentivos às empresas afetadas e que neste momento o mais importante é preservar a segurança das pessoas.

    Entrevista SIC Notícias

  • Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado debates com as bases do PSD
    0:40

    País

    Pedro Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado a realização de debates com as bases do partido. Fernando Negrão, responsável pela candidatura de Santana Lopes à presidência do PSD, já tinha advertido em comunicado que a posição de Rui Rio poderia também inviabilizar quaisquer outros frente a frente, incluindo os organizados pela comunicação social. Santana Lopes está na Guarda, no primeiro jantar com apoiantes desde que anunciou a candidatura.

  • Gémeas correm risco de vida se não saírem de Gaza

    Mundo

    Duas irmãs gémeas siamesas correm risco de vida enquanto permanecerem em Gaza. Quem diz é o médico Alam Abu Hamba, do Hospital de Shifra, que garante que "situação complicada" das meninas não pode ser tratada por médicos no território costeiro, atulamente bloqueado pelo Egito e por Israel. Abu Hamba espera que o casal de gémeas possa ser transferido para fora da separação.

  • Encontrado corpo de menina posta de castigo na rua pelo pai

    Mundo

    Sherin Mathews estava desaparecida desde o dia 7 de outubro. Este domingo a polícia do estado norte-americano do Texas encontrou o corpo de uma criança que acreditam ser a menina de três anos, desaparecida depois de o pai a colocar de castigo na rua, durante a madrugada.

    SIC