sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Turquia apela à NATO para agir contra "ameaça significativa" do "Estado Islâmico"

A Turquia apelou  a uma ação determinante dos Estados-membros da NATO contra a ameaça "significativa" que o grupo Estado Islâmico (EI) coloca às suas fronteiras.

No passado, a Turquia apelou a criação de uma zona de segurança em território sírio para proteger as suas fronteiras, mas a sugestão foi timidamente acolhida pelos aliados ocidentais. (Arquivo)

No passado, a Turquia apelou a criação de uma zona de segurança em território sírio para proteger as suas fronteiras, mas a sugestão foi timidamente acolhida pelos aliados ocidentais. (Arquivo)

© Reuters Photographer / Reuters

O ministro dos Negócios Estrangeiros turco, Mevlut Cavusoglu, referiu que esta questão será um ponto central da reunião dos chefes da diplomacia da NATO em Antalya (oeste da Turquia) na quarta e quinta-feira. 

"A Turquia é o único Estado-membro da Aliança a possuir fronteiras com o Daesh" na Síria e no Iraque, sublinhou ao utilizar o termo árabe para designar no EI. 

"Não é tolerável que o Daesh esteja nas nossas fronteiras. Isso representa para nós uma ameaça significativa", referiu o ministro turco em conferência de imprensa. 

Cavusoglu congratulou-se com o projeto dos Estados Unidos em treinar e equipar a oposição síria, apesar de considerar "que não é suficiente". 

"Devemos tomar outras medidas", declarou, antes de sustentar que os ataques aéreos também não podem resolver a situação no terreno. 

"Para erradicar o terrorismo devemos atacar as bases do terrorismo", acrescentou sem adiantar pormenores. 

O Presidente turco Recep Tayyip Erdogan sempre insistiu que, na perspetiva de Ancara, a deposição do líder sírio Bachar al-Assad seria a chave para a paz na Síria. 

No passado, a Turquia apelou a criação de uma zona de segurança em território sírio para proteger as suas fronteiras, mas a sugestão foi timidamente acolhida pelos aliados ocidentais. 
Lusa
  • Ataque no Texas foi inspirado no grupo "Estado Islâmico"

    Mundo

    O ataque à exposição de caricaturas de Maomé no Texas parece ter sido "inspirado", mas não "controlado" pelo grupo extremista autointitulado Estado Islâmico, disse esta quinta-feira em conferência de imprensa o secretário da Defesa norte-americano, Ashton Carter.

  • Campanha eleitoral em Angola chega hoje ao fim

    Mundo

    Os candidatos às eleições gerais angolanas de quarta-feira terminam hoje um mês de campanha, com milhares de quilómetros percorridos, uma breve aparição de José Eduardo dos Santos e as possíveis coligações em destaque.

  • China prepara-se para inaugurar comboio mais rápido do mundo
    1:08
  • A insólita entrevista de Jerry Lewis que se tornou viral
    2:39

    Cultura

    Jerry Lewis concedeu no início deste ano uma entrevista insólita que se tornou viral nas redes sociais. O comediante decidiu, pura e simplesmente, não colaborar com o entrevistado. Lewis tinha na altura 90 anos e continuava a trabalhar, tendo participado no filme "Max Rose", em 2016.