sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Turquia apela à NATO para agir contra "ameaça significativa" do "Estado Islâmico"

A Turquia apelou  a uma ação determinante dos Estados-membros da NATO contra a ameaça "significativa" que o grupo Estado Islâmico (EI) coloca às suas fronteiras.

No passado, a Turquia apelou a criação de uma zona de segurança em território sírio para proteger as suas fronteiras, mas a sugestão foi timidamente acolhida pelos aliados ocidentais. (Arquivo)

No passado, a Turquia apelou a criação de uma zona de segurança em território sírio para proteger as suas fronteiras, mas a sugestão foi timidamente acolhida pelos aliados ocidentais. (Arquivo)

© Reuters Photographer / Reuters

O ministro dos Negócios Estrangeiros turco, Mevlut Cavusoglu, referiu que esta questão será um ponto central da reunião dos chefes da diplomacia da NATO em Antalya (oeste da Turquia) na quarta e quinta-feira. 

"A Turquia é o único Estado-membro da Aliança a possuir fronteiras com o Daesh" na Síria e no Iraque, sublinhou ao utilizar o termo árabe para designar no EI. 

"Não é tolerável que o Daesh esteja nas nossas fronteiras. Isso representa para nós uma ameaça significativa", referiu o ministro turco em conferência de imprensa. 

Cavusoglu congratulou-se com o projeto dos Estados Unidos em treinar e equipar a oposição síria, apesar de considerar "que não é suficiente". 

"Devemos tomar outras medidas", declarou, antes de sustentar que os ataques aéreos também não podem resolver a situação no terreno. 

"Para erradicar o terrorismo devemos atacar as bases do terrorismo", acrescentou sem adiantar pormenores. 

O Presidente turco Recep Tayyip Erdogan sempre insistiu que, na perspetiva de Ancara, a deposição do líder sírio Bachar al-Assad seria a chave para a paz na Síria. 

No passado, a Turquia apelou a criação de uma zona de segurança em território sírio para proteger as suas fronteiras, mas a sugestão foi timidamente acolhida pelos aliados ocidentais. 
Lusa
  • Ataque no Texas foi inspirado no grupo "Estado Islâmico"

    Mundo

    O ataque à exposição de caricaturas de Maomé no Texas parece ter sido "inspirado", mas não "controlado" pelo grupo extremista autointitulado Estado Islâmico, disse esta quinta-feira em conferência de imprensa o secretário da Defesa norte-americano, Ashton Carter.

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.