sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Pelo menos 20 dirigentes jihadistas mortos por forças iraquianas

Pelo menos 20 dirigentes do Estado Islâmico (EI), entre os quais estrangeiros, foram mortos pelas forças iraquianas no Oeste da província de Al Anbar, divulgou hoje o porta-voz do Ministério do Interior, Saad Maan.

Arquivo Reuters

Entre as vítimas estrangeiras está um cidadão de nacionalidade britânica, bem como um alto comandante terrorista, Abu Ishaq, dirigente dos 'jihadistas' suicidas de Al Batar, acrescentou a mesma fonte em comunicado sobre a operação que decorreu na cidade ed Al Qaim, província de Al Anbar.

Na mesma operação morreram ainda o extremista abu Talha al Libi, responsável pelos terroristas do norte de África, Abdel Halim Al Shishani, o comandate dos 'jihadistas' da Tchétchénia e Abu Hamam al Britani, responsável pela contratação e treino dos estrangeiros europeus.

Num outro comunicado, Saad Maan adiantou que um grupo de terroristas foi detido no distrito de Al Mansura, a Oeste da capital, o qual era responsável por vários ataques em Bagdad.

"Esta célula reconheceu ter cometido atos terroristas e foram encontrados 46 cartões de telefone que eram utilizados para ativar explosivos, 55 móveis e uma arma com silenciador", acrescentou o porta-voz do Ministério do Interior, sem precisar o número de detidos.

As forças iraquianas iniciaram esta semana uma ofensiva na província de Al Anbar, com o objetivo principal de recuperar Ramadi, tomada pelos 'jihadistas' a 17 de maio último, numa operação relâmpago que obrigou a retirada imediata dos militares iraquianos.

A queda de Ramadi foi um duro golpe para o Governo iraquiano, que foi apanhado de surpresa enquanto se preparava para libertar Al Anbar como primeira medida para reconquistar Mosul, principal feudo do EI no Iraque, no Norte do país.



Lusa
  • GNR só teve acesso às imagens das agressões em Alcochete 12 horas depois
    1:42

    Crise no Sporting

    A GNR não pôde visionar as imagens de videovigilância da Academia de Alcochete logo que chegou ao local. O sistema estava inoperacional, o que fez com que as imagens só fossem entregues quase 12 horas depois do ataque à equipa do Sporting. Entre as provas recolhidas, estão também impressões digitais e vestígios de sangue encontrados na zona do balneário.

  • Juiz considera que agressões em Alcochete foram "ato terrorista"
    1:59

    Crise no Sporting

    O juiz que decretou a prisão preventiva dos 23 detidos pelo ataque à Academia do Sporting considera que se tratou de um ato terrorista. Diz mesmo que os agressores tiveram um comportamento chocante e que perverte o espírito desportivo. Sete dos 23 detidos já foram condenados por outros crimes, mas não chegaram a pena de prisão.

  • Gonçalo Guedes: o menino franzino que jogava mais que os outros em Benavente
    8:47
  • A promessa que João Mário vai ter de cumprir se Portugal for campeão
    1:36
  • Aprovadas mudanças no acesso ao ensino superior

    País

    O Governo aprovou esta quinta-feira o decreto-lei que estabelece o currículo dos ensinos básico e secundário, bem como os princípios orientadores da avaliação, voltando a nota de Educação Física a contar para a média de acesso ao ensino superior. No caso dos alunos do ensino profissional, são eliminados requisitos considerados discriminatórios no acesso ao ensino superior.

  • Universidade de Coimbra não retira Honoris Causa a Lula
    3:30
  • Estudo acaba com teorias da conspiração sobre a morte de Hitler

    Mundo

    Existem algumas versões sobre o desaparecimento do ditador nazi, Adolf Hitler. Há quem diga que viajou para um país da América do Sul, outros acreditam que está escondido na Antártida e há até quem vá mais longe e acredita que estaria na Lua. Mas, teorias da conspiração à parte, a história oficial diz que Hitler suicidou-se num bunker, em Berlim, Alemanha.

    SIC