sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Coligação destrói quartel do "Estado Islâmico" devido a "selfie"

Uma 'selfie' colocada por um apoiante do "Estado Islâmico" nas redes sociais permitiu aos caças norte-americanos atacar um quartel daquele grupo extremista, disse esta sexta-feira um dos chefes da Força Aérea dos Estados Unidos.

Em menos de 22 horas, os analistas conseguiram confirmar a informação, passá-la à cadeia de comando e permitir que três bombas destruíssem o edifício.

Em menos de 22 horas, os analistas conseguiram confirmar a informação, passá-la à cadeia de comando e permitir que três bombas destruíssem o edifício.

© STRINGER Iraq / Reuters

Segundo o general Hawk Carlisle, a fotografia permitiu aos analistas da Força Aérea localizar o quartel do grupo extremista.

"Foi uma publicação nas redes sociais, o que nos permitiu bombardear o nosso objetivo em menos de 24 horas", afirmou o general.

O general não revelou nem a localização do quartel, nem quando foi destruído.

Em menos de 22 horas, os analistas conseguiram confirmar a informação, passá-la à cadeia de comando e permitir que três bombas destruíssem o edifício, explicou.

Os apoiantes do grupo extremista têm sido descritos como peritos no uso das redes sociais para recrutamento de jovens no estrangeiro e para aumentar o alcance da propaganda.
Lusa
  • António Costa evita perguntas sobre estágios não remunerados
    1:55
  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14