sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Português que combateu contra o Estado Islâmico já terá saído da Síria

O português que em fevereiro desertou da Força Aérea para combater na Síria contra o grupo terrorista Estado Islâmico já terá saído da zona de guerra, segundo fonte da milícia onde combateu.

Mário Nunes terá saído da Síria a 02 de junho e já estará na Europa, segundo informações dadas à Agência Lusa por um responsável do comando geral do grupo curdo YPG.

Na quinta-feira, a Força Aérea Portuguesa (FAP) rescindiu o contrato com o soldado, que se encontrava em estado de "ausência ilegítima" desde 14 de fevereiro.

A FAP admitiu, porém, não conseguir contactar com o ex-militar nem ter informações oficiais sobre o seu paradeiro "desde fevereiro".

Segundo o Jornal de Notícias, Mário Nunes, natural de Portalegre, estava estacionado na Base Aérea nº 11, em Beja.

A 10 de fevereiro, publicou no seu perfil na rede social Facebook que se tinha juntado à milícia curda Unidades de Proteção Popular (YPG), grupo de ideologia progressista que combate contra os extremistas do EI pela autonomia do território curdo na Síria.

Para tal, têm combatido ao lado das tropas leais ao presidente sírio, Bashar al-Assad, e conseguido ganhos militares importantes contra os extremistas.

Apesar disso, a Turquia, a braços há décadas com uma rebelião da população curda dentro das suas fronteiras, recusa qualquer colaboração com a milícia, tendo sido registados incidentes entre as suas forças armadas e os combatentes curdos sírios.

Na Síria, Mário Nunes, que se identifica na rede social como ateu, adotou o nome de guerra "Havel (camarada) Kadel".

Centenas de ocidentais juntaram-se às fileiras da milícia curda desde o início da guerra civil na Síria.

Muitos dos voluntários são ajudados a chegar ao país através da página de Facebook 'Lions of Rojava', gerida por afiliados ao YPG baseados na Alemanha.

Através das redes sociais, o YPG procura recrutar todos os ocidentais que se mostrem interessados, preferindo porém os que não são casados, não têm filhos, e possam permanecer na Síria por mais de seis meses.

A família, que mantém contacto esporádico pela internet com Mário Nunes, ainda não teria conhecimento desta informação, nem tem mais informações sobre o seu paradeiro.

Lusa

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN interrompeu perto das 13:00 a leitura do acórdão iniciada pelas 10:30, marcando o reinício da sessão para as 14:15. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas.

  • Papa pede a Trump para ser pacificador
    1:12
  • Supremo confirma condenação de Messi por fraude fiscal

    Desporto

    O Supremo Tribunal de Justiça espanhol confirma a condenação de Lionel Messi por fraude fiscal. A notícia foi avançada pelo El País. O jogador do Barcelona foi condenado a 21 meses de prisão por três crimes fiscais que lesaram o Estado em 4,1 milhões de euros.

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.