sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Obama será anfitrião de cimeira sobre a luta contra 'jihadistas' em setembro

O Presidente norte-americano, Barack Obama, recebe no próximo mês de setembro em Nova Iorque os líderes dos países que integram a coligação internacional que combate o grupo extremista Estado Islâmico na Síria e no Iraque, foi hoje divulgado.

© Jonathan Ernst / Reuters

Segundo fontes diplomáticas, citadas pela agência francesa AFP, a cimeira está prevista para 29 de setembro e terá como tema principal a luta contra o terrorismo e o extremismo violento.

As mesmas fontes indicaram que esta cimeira, que vai decorrer à margem da 70.ª sessão da Assembleia-geral das Nações Unidas, vai servir para os líderes internacionais fazerem um balanço e traçarem o futuro caminho da ofensiva contra o Estado Islâmico.

O encontro acontece um ano depois de Barack Obama ter defendido, durante uma intervenção nas Nações Unidas, um esforço multilateral contra o terrorismo e de ter apelado a uma mobilização moral.

"O grupo terrorista [Estado Islâmico] tem de ser desmembrado e, finalmente, derrotado", afirmou o líder norte-americano, em setembro de 2014, num discurso proferido na Assembleia-geral das Nações Unidas.

Ainda em 2014, os Estados Unidos conseguiram reunir uma coligação com mais de 50 países para combater o grupo radical sunita, que proclamou um "califado" em junho desse ano depois da conquista de Mossul, a segunda cidade iraquiana.

Desde então, os 'jihadistas' conquistaram território na Síria e no Iraque e ganharam posições na Líbia, Iémen e em outros locais no Médio Oriente. Também conseguiram alianças em outros lugares mais distantes, nomeadamente na Nigéria com o grupo extremista Boko Haram.

Os 'jihadistas' divulgaram hoje na rede social Twitter a imagem do corpo de um refém croata sequestrado no Egito. Tomislav Salopek, de 31 anos, é aparentemente a mais recente vítima do grupo extremista.

Em setembro do ano passado, Obama também presidiu ao Conselho de Segurança da ONU. Na altura, o órgão adotou uma resolução que pretendia travar o fluxo de combatentes estrangeiros para as fileiras 'jihadistas'.

Um ano depois, observadores da ONU relatam que o número de 'jihadistas' estrangeiros já atingiu pelo menos os 22 mil e que não existem sinais de abrandamento.

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.