sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Estado Islâmico destruiu torres funerárias em Palmira

O grupo extremista Estado Islâmico fez explodir pelo menos três das famosas torres funerárias de Palmira, no chamado Vale dos Túmulos, no deserto sírio, anunciou hoje o chefe de Antiguidades sírias, Maamun Abdulkarim.

© Gustau Nacarino / Reuters

"Eles fizeram explodir três das torres funerárias, aquelas que estavam mais bem conservadas, as mais belas", indicou, depois de o EI ter destruído, nas duas últimas semanas, dois dos mais importantes templos de Palmira.

"Recebemos informações há dez dias, mas só agora conseguimos confirmar a informação (...) através de imagens por satélite da Syrian Heritage Initiative, um instituto com sede nos Estados Unidos, que foram obtidas na quarta-feira", explicou o diretor de antiguidades e museus do Ministério da Cultura sírio.

Na opinião deste especialista, os monumentos destruídos são os túmulos de Elahbel, Jamblique e Khitôt "construídos por famílias da antiga Palmira e que eram um símbolo do desenvolvimento económico da cidade durante os primeiros séculos depois de Cristo".

"Palmira é conhecida pelas torres funerárias, que são características da arquitetura da cidade", lembrou Abdulkarim.

O EI, que aproveitou a guerra civil para ocupar grandes áreas da Síria, derrotou as forças governamentais sírias e conquistou Palmira, a 205 quilómetros a leste de Damasco, em 21 de maio.

A 23 de agosto, os 'jihadistas' destruíram com explosivos o templo de Baal-shamin em Palmira. Alguns dias antes, executaram o ex-responsável pelo património da cidade Khaled al-Assaad, de 82 anos.

No domingo, o EI destruiu o templo de Bel, "o mais belo símbolo de toda a Síria", de acordo com Abdulkarim.

A "pérola do deserto", como é apelidada esta cidade com mais de dois mil anos, tem grande importância estratégica para o grupo radical.

Lusa

  • Nomeados para os Óscares são anunciados hoje

    Óscares 2017

    As nomeações para a 89ª. edição dos Óscares, os prémios da Academia norte-americana de cinema, são conhecidos esta terça-feira e pela primeira vez o anúncio será feito apenas via Internet. Para ver também aqui em direto, na SIC Notícias, a partir das 13:00.

    Aqui às 13:00

  • "O Sporting é o um barco à deriva"
    2:26
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    A crise do Sporting foi o principal tema em O Dia Seguinte, esta segunda-feira. José Guilherme Aguiar censura Bruno de Carvalho por ter convidado Jorge Jesus para a comissão de honra da recandidatura. Já Rogério Alves não tem dúvidas que a contestação tem aumentado de tom devido à proximidade das eleições do Sporting. Rui Gomes da Silva pensa que toda a direção leonina é responsável pelo mau momento atual do clube.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • "Todo o mundo no voo estava a orar em voz alta"
    4:00
  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.