sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Turistas mortos "por engano" em operação antiterrorista no Egito

As forças de segurança egípcias mataram "por engano" pelo menos 12 turistas de nacionalidade mexicana e egípcia e feriram outras dez pessoas, aos confundirem os veículos em que viajavam com os de terroristas.

Sapo Mapas

O incidente ocorreu no domingo, quando a polícia e exército alvejaram os carros durante uma perseguição a jihadistas no oeste do Egito.

Em comunicado emitido pouco depois da meia-noite, o Ministério do Interior do Egito sustenta que uma patrulha conjunta da polícia e do exército estava a perseguir "elementos terroristas" na região do deserto ocidental, cujo acesso está proibido.

Popular entre os turistas, O deserto ocidental é também um dos esconderijos de grupos jihadistas, incluindo o ramo egípcio do autoproclamado Estado Islâmico (EI).

"As forças conjuntas da polícia e do exército, que perseguiam terroristas em Wahat, no deserto ocidental, abrir fogo por engano sobre quatro pick-up que transportavam turistas mexicanos", referiu um comunicado do Ministério do Interior.

"Doze pessoas foram mortas e dez ficaram feridas entre os turistas mexicanos e os egípcios" que os acompanhavam, acrescentou o ministério, indicando que as vítimas "se encontravam numa zona que não é autorizada a turistas".

O deserto ocidental é uma área bastante vasta que se estende desde os arredores do Cairo até à fronteira com a Líbia. É impossível localizar exatamente o local do incidente, uma vez que vários locais são designados Wahat no imenso deserto, escreve a AFP.

O Ministério do Interior não precisou o número de mexicanos mortos, nem se as viaturas foram atingidas por disparos de armas automáticas, de artilharia, ou alvo de bombardeamento aéreo.

O grupo Estado Islâmico no Egito afirmou em comunicado que "resistiu a uma operação militar no deserto ocidental" no domingo.

Lusa

  • O dia em que o Brexit começa
    1:25

    Brexit

    A primeira-ministra britânica já assinou a carta que vai enviar ao Conselho Europeu para formalizar a vontade do Reino Unido de sair da União Europeia. O artigo 50.º do Tratado de Lisboa será ativado nas próximas horas. Na véspera, Theresa May recebeu da Escócia um novo contratempo político.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Governo vai dar mais meios à investigação criminal
    2:34

    País

    A ministra da Justiça garante que o Governo vai dar mais meios à investigação criminal, mas assegura que não vai mexer nos prazos dos inquéritos. A questão tem sido insistentemente levantada pela defesa de José Sócrates, que se queixa de que a Operação Marquês já ultrapassou todos os prazos.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.