sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Obama diz que vencer Estado Islâmico na Síria exige novo dirigente no país

O Presidente norte-americano, Barack Obama, defendeu hoje que a vitória sobre o grupo 'jihadista' Estado Islâmico na Síria passa pela saída do poder do atual Presidente sírio, Bashar al-Assad.

© Shannon Stapleton / Reuters

"Na Síria, vencer o Estado Islâmico exige um novo dirigente", declarou Obama na abertura de uma cimeira dedicada à luta contra o terrorismo, organizada à margem da Assembleia-Geral da ONU .

"Os nossos esforços militares não serão suficientes", alertou Obama perante os líderes de uma centena de países.

Insistindo na necessidade de atacar as condições "que permitiram ao Estado Islâmico implantar-se", apontou a guerra civil, os conflitos religiosos e ainda a má governação.

"Vai ser um processo complexo", sublinhou, reafirmando, como na segunda-feira na tribuna da ONU, que está disposto a trabalhar com "todos os países", incluindo a Rússia e o Irão.

O futuro de Assad é o principal ponto de desacordo entre Moscovo e Washington, considerando o Kremlin, que sempre apoiou o regime de Damasco, que não é possível combater os 'jihadistas' do EI sem Assad.

Por essa razão, a Rússia criticou a convocação desta cimeira por Obama e anunciou que não tomará parte ativa nela.

Segundo o embaixador russo na ONU, Vitaly Tchurkin, citado pela agência Ria Novosti, a delegação russa limitar-se-á a enviar um diplomata para "cobrir o acontecimento".

Os Estados Unidos, que, pelo contrário, apelam para uma transição política, lideram uma coligação militar de cerca de 60 países, entre os quais o Reino Unido, a França e os vizinhos árabes da Síria, que efetuou, desde há um ano, mais de 5.000 ataques aéreos a posições do EI na Síria e no Iraque.

Reiterando que a luta contra o grupo extremista levará tempo, Obama insistiu na "grande eficácia" que os 'jihadistas' têm nas redes sociais e que lhes permite recrutar no Médio Oriente mas também nos países ocidentais.

"Haverá êxitos e reveses", advertiu o chefe de Estado norte-americano, acrescentando que "não se trata de uma batalha convencional, mas de uma campanha a longo prazo".

"O EI acabará por perder, porque eles não têm mais nada para oferecer além do sofrimento e da morte", disse ainda Obama.

Destinada a revitalizar a coligação internacional anti-Estado Islâmico, a cimeira conta com 104 países convidados, bem como uma centena de organizações regionais e de representantes da sociedade civil, como dirigentes religiosos.

Lusa

  • Vem lá chuva

    País

    A chuva vai voltar a Portugal continental a partir de quarta-feira e pelo menos até domingo, enquanto as temperaturas mínimas deverão subir.

  • "O Sporting é o um barco à deriva"
    2:26
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    A crise do Sporting foi o principal tema em O Dia Seguinte, esta segunda-feira. José Guilherme Aguiar censura Bruno de Carvalho por ter convidado Jorge Jesus para a comissão de honra da recandidatura. Já Rogério Alves não tem dúvidas que a contestação tem aumentado de tom devido à proximidade das eleições do Sporting. Rui Gomes da Silva pensa que toda a direção leonina é responsável pelo mau momento atual do clube.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Violação emitida em direto no Facebook

    Mundo

    Três homens foram detidos na Suécia, por suspeitas de violação de uma mulher, num apartamento a 70 quilómetros da capital. Os suspeitos filmaram o ato de violência e exibiram-no em direto no Facebook.

  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.