sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Secretário da Defesa dos EUA diz que intervenção russa está condenada ao fracasso

A intervenção da Rússia na Síria está "condenada ao fracasso", declarou hoje o secretário da Defesa norte-americano, Ashton Carter, após os primeiros ataques russos àquele país, devastado pela guerra civil.

Uncredited

Falando numa conferência de imprensa no Pentágono, o secretário da Defesa dos EUA considerou ainda que o que a Rússia está a fazer "é errado e contraproducente" e que os primeiros ataques russos provavelmente não visaram o grupo Estado Islâmico (EI), ao contrário das intenções manifestadas por Moscovo.

"Parece que [as tropas russas] estavam em zonas onde não havia nenhum grupo das forças do Estado Islâmico", afirmou Ashton Carter.

Para o responsável norte-americano, a estratégia russa para a Síria não prevê uma transição política nem a saída de Bashar al-Assad, pelo que pode lançar "lenha na fogueira" do conflito.

"A nossa posição é clara: a derrota do grupo Estado Islâmico e do extremismo na Síria não pode ser conseguida sem que, em paralelo, se faça uma transição política na Síria", esclareceu Carter.

A força aérea russa realizou esta manhã o primeiro bombardeamento na Síria, a pedido do presidente Bashar al-Assad, tendo a intervenção militar suscitado dúvidas, em muitos países ocidentais, sobre os alvos visados: elementos do EI ou rebeldes.

Entretanto, Khaled Khoja, líder da oposição síria no exílio, afirmou que 36 civis haviam sido mortos num ataque russo em Homs e acusou a Rússia de estar a agir para manter al-Assad no poder e não para atingir o Estado Islâmico.

Lusa

  • Cessar-fogo violado na Síria
    1:37
  • Chuva regressa nos próximos dias
    1:30
  • Luso-canadiana quer atingir os 7 cumes mais altos dos 7 continentes
    2:08