sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Morto líder do Estado Islâmico responsável por ataques no Iraque

As forças de segurança do Curdistão iraquiano anunciaram hoje a morte de um líder do movimento extremista Estado Islâmico (EI), que planeou vários ataques do grupo no norte do Iraque.

Tropas curdas em Kirkuk

Tropas curdas em Kirkuk

© STRINGER Iraq / Reuters

Em comunicado, o conselho de segurança do Curdistão disse que o 'jihadista' Saad Falah al Kurdi foi abatido numa operação conjunta das tropas curdas e da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos, que está a bombardear posições do EI no Iraque.

O extremista morreu num ataque aéreo perto da cidade de Al Hawiya, na província de Kirkuk (norte).

Al Kurdi era responsável por um órgão diretivo do EI em Kirkuk e terá planeado vários atentados terroristas no norte do Iraque, além de ser presumivelmente o autor intelectual de ataques suicidas cometidos em agosto, em Erbil, na região autónoma do Curdistão iraquiano.

O EI conquistou a cidade de Mossul em junho do ano passado e declarou a constituição de um califado nas regiões sob o seu domínio no Iraque e na Síria, onde controla vastas zonas e várias cidades.

As forças curdas lideram a luta contra os 'jihadistas' no norte e noroeste do Iraque, onde vive a minoria curda iraquiana, que também é alvo de perseguições do EI.

Lusa

  • Tribunal de Contas apresentou reservas em relação ao SIRESP em 2006

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O Tribunal de Contas avisou em 2006 que o Estado poderia sair prejudicado nos moldes em que o Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP) estava a ser desenhado. De acordo com a edição de hoje do Jornal de Notícias, terão sido a ausência de um concurso público, a falta de tempo para a apresentação de propostas e mexidas no caderno de encargos a motivar as reservas do tribunal.

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • Chef russo aconselha bife tártaro aos jogadores portugueses
    1:29
  • Bispo do Mali terá contas na Suíça com 12 M€
    1:49

    Mundo

    Há uma polémica a envolver um novo cardeal da Igreja católica. Um bispo do Mali, escolhido pelo Papa para o colégio cardinalício, está a ser relacionado com contas na Suíça onde estarão depositados milhões de euros. A cerimónia que o fará cardeal está marcada para hoje.

  • Confirmada prisão dos portugueses que gravaram nome no portão de Auschwitz

    Mundo

    Dois adolescentes católicos portugueses foram condenados a um ano de prisão com pena suspensa, por terem gravado os nomes na porta da entrada principal de Auschwitz-Birkenau. O tribunal de primeira instância de Oswiecim já tinha condenado os jovens e o tribunal de Cracóvia confirmou esta quarta-feira a pena aplicada.