sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Desmantelada célula do Estado Islâmico que planeava ataques em Marrocos

O Governo marroquino anunciou hoje que a polícia desmantelou uma célula terrorista ativa em Beni Melal, no centro de Marrocos, que jurou fidelidade ao autoproclamado Estado Islâmico (EI) e planeava atentados no país.

(Arquivo)

(Arquivo)

© STR New / Reuters

Num comunicado, o Ministério do Interior marroquino, citado pela agência EFE, refere que a célula integrava quatro elementos e preparava um "plano terrorista perigoso" com o objetivo de "atentar contra a estabilidade e segurança" de Marrocos.

As investigações, prossegue-se no comunicado, revelaram que o cabecilha da célula tinha "vínculos estreitos" com 'jihadistas' marroquinos que combatem ao lado do EI na Síria e no Iraque, "com quem coordenava o apoio logístico" necessário para as suas atividades.

O desmantelamento da célula deu-se numa altura em que se vive no mundo um alerta mundial contra a ameaça terrorista, na sequência dos atentados perpetrados na sexta-feira à noite em Paris, que provocaram pelo menos 129 mortos e mais de 350 feridos.

No sábado, a polícia marroquina deteve um presumível terrorista na cidade de Nador, norte do país, que, alegadamente, planeava atentados em Marrocos e uma igreja não especificada na Europa.

Segundo um relatório recente do Ministério do Interior marroquino, 1.055 marroquinos está a combater ao lado de vários grupos terroristas na Síria e no Iraque, 719 dos quais diretamente com o EI.

O documento adianta, por outro lado, que 405 combatentes marroquinos morreram em combate, 346 na Síria e no Iraque.

Nos últimos meses, Marrocos tem intensificado os controlos de segurança para enfrentar a ameaça terrorista, tendo tomado várias medidas, como o endurecimento da legislação antiterrorista e o destacamento de forças especiais - conhecidas por "Hadar" - para locais estratégicos no país.

Nesse quadro, criou também o Gabinete Central de Investigações Judiciais (BCIJ, uma espécie de FBI marroquino).

Lusa

  • "Não podemos fazer de Lisboa uma cidade para turistas"
    2:44

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite da SIC, o mandato de Fernando Medina na Câmara de Lisboa. O comentador da SIC defendeu que o autarca tem "muitos problemas por resolver" e que a Câmara tem investido "mais na recuperação de zonas em que os lisboetas praticamente não conseguem ir". Sousa Tavares disse ainda que Lisboa não pode ser uma cidade para turistas.

    Miguel Sousa Tavares

  • "Putin é uma ameaça maior do que o Daesh"
    0:24

    Mundo

    O senador norte-americano John McCain atacou Vladimir Putin dizendo que é uma ameaça maior do que o Daesh. O antigo candidato à Casa Branca acusa a Rússia de querer destruir a democracia ao tentar manipular o resultado das presidenciais dos Estados Unidos.

  • "É muito importante ceder à tentação de se abolir a liberdade"
    1:06