sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Lidar com Assad é "mal menor", considera MNE espanhol

O ministro dos Negócios Estrangeiros espanhol, José Manuel Garcia Margallo, afirmou hoje que lidar com o Presidente sírio, Bashar al-Assad, é atualmente "o mal menor", perante a ameaça terrorista na Europa.

© Brendan McDermid / Reuters

"O mal menor é lidar com Bashar al-Assad para poder alcançar um cessar-fogo que permita fazer chegar ajuda aos deslocados (...) e sobretudo poder atacar o inimigo comum: o Daesh (acrónimo árabe do grupo extremista Estado Islâmico)", declarou o ministro espanhol na estação de televisão pública TVE.

O responsável, que já anteriormente tinha defendido este ponto de vista, embora de forma menos direta, insistiu: "É preciso substituir a dialética 'Bashar, sim ou Bashar, não' pela da paz ou da guerra. Se queremos a paz, será necessário entendermo-nos pelo menos de forma transitória com Assad".

"Roosevelt também teve de chegar a acordo com Estaline para acabar com os nazis, porque esse era um mal menor, na altura", argumentou ainda.

O chefe da diplomacia espanhola indicou igualmente que não existe um plano de ação europeu concreto, por enquanto, na véspera da ativação pela França da "cláusula de solidariedade" dos tratados europeus, que prevê a ajuda dos outros países se um dos 28 for vítima de uma "agressão armada".

A França pediu a assistência da União Europeia após os atentados 'jihadistas' de Paris, que fizeram 129 mortos a 13 de novembro.

"Tomámos conhecimento disso com surpresa, porque pensávamos que ia recorrer a outro artigo que prevê uma ajuda mútua em caso de terrorismo", disse Garcia Margallo.

"Não são precisos mais planos paralelos, penso que devemos sentar-nos todos juntos e elaborar um plano coordenado", acrescentou o ministro espanhol.

Lusa

  • "Sinto-me como quem leva uma sova monumental"
    0:30
  • Temperaturas vão subir até 4ª feira

    País

    As temperaturas vão subir até esta quarta-feira, prevendo-se máximas entre os 22 e os 29 graus na generalidade do território, valores acima do normal para a época do ano, adiantou hoje a meteorologista Maria João Frada.

  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC

  • Equipa responsável por renovação da Proteção Civil ainda não é conhecida
    2:45

    País

    A constituição da unidade de missão que deverá entrar esta segunda-feira em funções para concretizar a reforma dos sistemas de prevenção e combate a incêndios ainda não é conhecida. A equipa de trabalho anunciada por António Costa será responsável por pôr de pé o novo sistema de Proteção Civil, aprovado no Conselho de Ministros extraordinário de sábado.

  • "Quero unir o PSD depois de o clarificar"
    1:17
  • Quando o cão de Macron fez chichi no gabinete do Presidente francês
    0:31
  • Antigos presidentes dos EUA angariam 26 milhões para vítimas dos furacões
    0:58

    Mundo

    Os cinco antigos presidentes dos Estados Unidos da América ainda vivos juntaram-se para ajudar as vítimas dos furacões. Bill Clinton e Barack Obama lembraram as vítimas dos furacões e elogiaram o espírito solidário dos norte-americanos. Os antigos presidentes norte-americanos lançaram o apelo no início do mês passado e já conseguiram angariar cerca de 26 milhões de euros.