sicnot

Perfil

Daesh

François Hollande analisa com Barack Obama ofensiva contra Daesh

François Hollande analisa com Barack Obama ofensiva contra Daesh

O presidente francês, François Hollande, desloca-se hoje a Washington para uma reunião com o seu homólogo norte-americano, Barack Obama, para a criação de uma coligação contra o grupo extremista Daesh na Síria e no Iraque.

O chefe de Estado de França iniciou na segunda-feira uma maratona de contactos diplomáticos ao receber o primeiro-ministro britânico, David Cameron, junto de quem sublinhou a necessidade de intensificar os bombardeamentos contra o Estado Islâmico, e o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk.

Para quarta-feira, Hollande tem programado um encontro de trabalho com a chanceler alemã, Angela Merkel, e da sua agenda de quinta-feira consta uma reunião com o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, que será recebido em Paris horas antes de o presidente partir para Moscovo, onde estará com o presidente russo, Vladimir Putin.

Na sexta-feira, Hollande presidirá, em Paris, a uma homenagem nacional às vítimas dos atentados, seguindo logo após para Malta, onde participa numa cimeira da Commonwealth dedicada ao clima.

Domingo, François Hollande recebe o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, o primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, e o presidente da China, Xi Jinping.

François Hollande deu início ao conjunto de reuniões com líderes políticos na sequência dos atentados do passado dia 13 em Paris, reivindicados pelo EI, que provocaram 130 mortos e cerca de 350 feridos.

Com Lusa

  • Época 2016/17 fecha com festa no Jamor
    1:58

    Desporto

    Quatro anos depois da primeira final, Benfica e Vitória de Guimarães regressam ao Jamor esta tarde para jogar a Final da Taça de Portugal. O jogo marca também a estreia do videoárbitro em Portugal.

  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14