sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Libertados dois suspeitos de preparar atentado em Berlim

Os dois homens que a polícia alemã deteve quinta-feira em Berlim por suspeitas de preparação de um atentado terrorista foram hoje postos em liberdade por não terem sido encontradas provas do respetivo envolvimento, disse fonte oficial.

© Fabrizio Bensch / Reuters

Um porta-voz da polícia alemã lembrou que a detenção ocorreu depois de ter sido detetado um automóvel suspeito na sequência de uma investigação a uma mesquita e a um centro cultural em Berlim, veículo que as forças de segurança locais julgaram conter explosivos, o que não veio a confirmar-se.

As autoridades alemãs relacionaram os dois suspeitos, um sírio de 28 anos e um tunisino de 46, com a organização terrorista Estado Islâmico (EI), Daesh, e consideraram-nos "potencialmente perigosos".

Segundo as informações difundidas por vários órgãos de comunicação social alemães, as suspeitas iniciais apontavam para a ideia de que os dois suspeitos planeavam transportar os explosivos para Dortmund (leste da Alemanha) para perpetrar um atentado terrorista.

Face aos receios de uma explosão, a vistoria feita ao automóvel, o que obrigou à evacuação das pessoas de todos os edifícios num raio de 300 metros em redor, acabou por não confirmar as suspeitas.

A mesquita investigada, situada no bairro berlinês de Charlottenurg, não está sob observação permanente dos organismos de segurança alemães.

Lusa

  • Eis os novos heróis de Vila de Aves
    3:03
  • Desportivo das Aves fora da Liga Europa

    Desporto

    O Desportivo das Aves não vai à Liga Europa e o Sporting terá entrada direta na fase de grupos. Apesar da conquista da Taça de Portugal, a equipa avense não se licenciou em tempo útil para poder participar na prova da UEFA, apurou a SIC.

  • E agora, Sporting? Semana de decisões e incertezas
    2:53
  • "Para primeiro dia de pesca da sardinha, não foi mau"
    2:19
  • "Desfiliei-me do PS mas continuo socialista"
    1:29

    País

    José Sócrates garantiu este domingo que não atacará o PS e que continua a ser socialista. O antigo primeiro-ministro participou num almoço de apoio, em Lisboa, com cerca de 100 pessoas, a maioria anónimos.