sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Alemanha estima enviar 1.200 soldados para a Síria

Cerca de 1.200 soldados alemães deverão participar no trabalho de apoio, reconhecimento e logística que a Alemanha se comprometeu a realizar na luta contra o Daesh na Síria, segundo fonte oficial.

© Fabrizio Bensch / Reuters

O chefe das forças armadas da Alemanha, Volker Wieker, disse numa entrevista ao jornal "Bild am Sonntag" que esse é o pessoal necessário para os aviões de reconhecimento e para a fragata que o governo decidiu enviar para a região, numa missão que ainda será definida em Conselho de Ministros e no parlamento.

Esta seria a maior missão da Alemanha na atualidade. O país não participará nos bombardeamentos aliados porque, segundo Wieker, a coligação internacional tem atualmente formas e meios suficientes para os realizar de forma eficaz.

A necessidade recai então, segundo o responsável alemão das forças armadas, em efetivos que realizem trabalhos de reconhecimento do terreno.

Lusa

  • Suspeito de atropelamento mortal fala de acidente 
    2:00
  • Autoridades garantem ter evitado novo ataque terrorista em Londres
    0:59

    Mundo

    A polícia britânica garante que evitou um novo atentado em Londres. Mulher baleada faz parte das oito pessoas que foram detidas numa operação antiterrorista na capital britânica e no sul de Inglaterra. A operação realizou-se após a detenção de um homem com três facas, nas imediações do Parlamento britânico.

  • Presidente da Macedónia convocou reunião de emergência

    Mundo

    O Presidente da Macedónia, Gjorge Ivanov, convocou esta sexta-feira uma reunião de emergência com líderes políticos, após manifestantes, maioritariamente apoiantes da maioria conservadora, invadirem o Parlamento e atacarem deputados da oposição, fazendo 77 feridos.

  • Polícia espanhola divulga imagens de operação anti-jihadista

    Mundo

    A polícia espanhola divulgou esta sexta-feira novas imagens da operação anti-jihadista levada a cabo na terça-feira em Barcelona. Sabe-se agora que dois dos nove suspeitos detidos podem estar relacionados com a célula terrorista de Bruxelas, responsável pelos ataques no Aeroporto de Zaventem e no metro da capital belga.