sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Chefe da diplomacia dos EUA pede ao Kosovo para reforçar combate ao jihadismo

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, pediu hoje ao Kosovo maior empenho para evitar o recrutamento de candidatos ao jihadismo, após encontros em Pristina com diversos responsáveis kosovares.

Reuters

Reuters

© Jonathan Ernst / Reuters

No decurso de uma curta visita à ex-província da Sérvia com maioria de população albanesa muçulmana, que autoproclamou a independência em 2008, o chefe da diplomacia dos EUA disse que os dois países "trabalham em conjunto para combater a ameaça que representa o extremismo, o financiamento de terroristas e os combatentes que regressam da Síria".

"Mas é evidente que deve ser feito mais", acrescentou.

Kerry, que se reuniu designadamente com o primeiro-ministro Isa Mustafa, considerou que o Kosovo "forneceu exemplos muito fortes para a região com diversas detenções importantes e a sua lei reforçada para combater o extremismo".

No entanto, e segundo o ministério do Interior kosovar, cerca de 300 cidadãos do Kosovo juntaram-se às fileiras dos 'jihadistas' na Síria e Iraque. Cerca de 50 foram mortos, enquanto 120 já regressaram aos Balcãs.

Em maio, a justiça do Kosovo acusou mais de 30 pessoas por terrorismo", suspeitas de se terem juntado às fileiras do grupo Estado Islâmico (EI) na Síria ou pretenderem viajar para os dois países, para além de presumíveis recrutadores.

O Kosovo (1,8 milhões de habitantes), à semelhança de outros países dos Balcãs ocidentais ou habitam comunidades muçulmanos que também forneceram candidatos à 'jihad', aprovou em março uma lei que prevê penas até 15 anos de prisão para quem decida combater no estrangeiro.

Lusa

  • Deputados pedem medidas urgentes para travar exploração de urânio junto à fronteira
    3:06

    País

    Um projeto de exploração de urânio no município de Retortilho em Salamanca, a cerca de 40 quilómetros da fronteira portuguesa, está a causar preocupação nos dois países. Portugueses e espanhóis temem o risco de contaminação por via aérea e fluvial. Deputados portugueses visitaram o local, onde pediram medidas firmas e urgentes ao Governo para travar o projeto. As autoridades de Espanha não acionaram o mecanismo de avaliação ambiental partilhada.

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • "Os Estados Unidos são uma sociedade de pistoleiros"
    3:47
  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser derrotada

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC