sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Chefe da diplomacia dos EUA pede ao Kosovo para reforçar combate ao jihadismo

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, pediu hoje ao Kosovo maior empenho para evitar o recrutamento de candidatos ao jihadismo, após encontros em Pristina com diversos responsáveis kosovares.

Reuters

Reuters

© Jonathan Ernst / Reuters

No decurso de uma curta visita à ex-província da Sérvia com maioria de população albanesa muçulmana, que autoproclamou a independência em 2008, o chefe da diplomacia dos EUA disse que os dois países "trabalham em conjunto para combater a ameaça que representa o extremismo, o financiamento de terroristas e os combatentes que regressam da Síria".

"Mas é evidente que deve ser feito mais", acrescentou.

Kerry, que se reuniu designadamente com o primeiro-ministro Isa Mustafa, considerou que o Kosovo "forneceu exemplos muito fortes para a região com diversas detenções importantes e a sua lei reforçada para combater o extremismo".

No entanto, e segundo o ministério do Interior kosovar, cerca de 300 cidadãos do Kosovo juntaram-se às fileiras dos 'jihadistas' na Síria e Iraque. Cerca de 50 foram mortos, enquanto 120 já regressaram aos Balcãs.

Em maio, a justiça do Kosovo acusou mais de 30 pessoas por terrorismo", suspeitas de se terem juntado às fileiras do grupo Estado Islâmico (EI) na Síria ou pretenderem viajar para os dois países, para além de presumíveis recrutadores.

O Kosovo (1,8 milhões de habitantes), à semelhança de outros países dos Balcãs ocidentais ou habitam comunidades muçulmanos que também forneceram candidatos à 'jihad', aprovou em março uma lei que prevê penas até 15 anos de prisão para quem decida combater no estrangeiro.

Lusa

  • Governo prepara projeto para suavizar transição para a reforma
    1:38

    Economia

    O Governo quer suavizar a transição do trabalho para a reforma. A ideia é que essa passagem seja feita gradualmente e não de um dia para o outro, o que pode ser mais traumático. O projeto prevê a possilidade de o trabalhador cumprir meio horário e acumular com meia pensão.

  • Portugal pode perder parte dos fundos comunitários
    2:21

    Economia

    Portugal arrisca-se a perder parte dos fundos comunitários atribuídos ao país, se não acelerar a execução dos programas que têm comparticipação de Bruxelas. A notícia é avançada pelo jornal Público, que revela que o país ainda está longe de cumprir as metas mínimas. O Executivo desdramatiza e acredita que serão cumpridas até ao final do ano. O Governo diz mesmo que Portugal deverá ser um dos países com melhores taxas de execução.

  • Proteína tóxica que se acumula no cérebro pode ser uma das causas do Alzheimer
    2:33

    País

    Uma proteína tóxica que se acumula no cérebro pode ser uma das causadoras do Alzheimer. A revelação, feita pelo prémio Nobel da Medicina de 2014, será discutida no terceiro dia da cimeira mundial sobre doenças neurodegenerativas na Fundação Champalimaud, em Lisboa. A partir de hoje, serão apresentadas novidade nas investigações científicas sobre a epidemia silenciosa, que atinge 50 milhões de pessoas em todo o mundo.

  • Primeiro discurso de Costa na ONU alinhado com o de Guterres

    País

    O primeiro-ministro, António Costa, proferirá hoje o seu primeiro discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas, devendo estar muito alinhado com a agenda política apresentada na terça-feira pelo secretário-geral da ONU, António Guterres, valorizando o multilateralismo.

  • Habitantes da favela da Rocinha temem novo episódio violento
    2:54

    Mundo

    Localizada no Rio de Janeiro, a Rocinha, maior favela do Brasil, foi palco de um tiroteio entre traficantes, no último fim de semana. Agora, pelo terceiro dia consecutivo, a polícia do Rio de Janeiro está a fazer um cerco em algumas favelas cariocas à procura de traficantes. A comunidade está assustada e receia que episódios violentos como este se repitam.