sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Tunísia estima que 700 mulheres saíram para o Daesh

Cerca de 700 mulheres tunisinas viajaram para a Síria e o Iraque para se juntarem como voluntárias às fileiras do grupo autoproclamado como Estado Islâmico (Daesh, no acrónimo em árabe), revelou hoje a ministra para os Assuntos da Mulher.

© Mario Anzuoni / Reuters

Durante uma intervenção do parlamento, Samira Merai garantiu que o país está a observar uma mudança de tendência, com cada vez mais mulheres vinculadas aos movimentos radicais e ativas em operações de terrorismo.

"Constatámos uma evolução na natureza do terrorismo. Hoje existem 700 mulheres (tunisinas) na Síria, mas também existem tunisinas na prisão aqui" por delitos relacionados com a integração nestes movimentos, sublinhou a governante.

A Tunísia é considerado o país com mais cidadãos nas fileiras daquele grupo, que também já está presente na Líbia, com cerca de cinco mil pessoas, segundo os números oficiais, enquanto outras estimativas apontam para oito mil.

Este país norte-africano sofreu este ano três atentados terroristas, que causaram a morte a 72 pessoas, 60 das quais turistas estrangeiros.

Lusa

  • Trabalharia horas extra sem ser pago? E feriados?  
    1:25
  • Visita de Estado ao Luxemburgo
    1:34

    País

    O Presidente da República chega esta noite ao Luxemburgo para uma visita de Estado de dois dias. O contacto com a comunidade portuguesa, que é a maior comunidade no país, vai ser um dos pontos fortes da visita.

    Enviados SIC

  • UE dá "luz verde" para início das negociações do Brexit

    Brexit

    Os 27 Estados-membros da União Europeia aprovaram esta segunda-feira a autorização para o início das negociações do Brexit, indicando formalmente o final de junho para início do processo de saída do Reino Unido, que se prolongará por dois anos.