sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Célula do Daesh poderá estar na Tailândia para atacar russos

A Polícia da Tailândia afirmou hoje que conta com informações de que uma célula composta por dez membros do grupo extremista Daesh se encontra desde outubro no país com o objetivo de atentar contra cidadãos russos.

Foto de Abdelhamid Abaaoud, publicada na revista online Dabig, órgão de propaganda no Daesh, o autoproclamado Estado Islâmico.

Foto de Abdelhamid Abaaoud, publicada na revista online Dabig, órgão de propaganda no Daesh, o autoproclamado Estado Islâmico.

© Handout . / Reuters

A advertência consta de uma nota distribuída aos meios de comunicação social, em que a polícia tailandesa detalha que os serviços de informação de Moscovo informaram as autoridades locais para a presumível chegada de "jihadistas".

O movimento extremista Daesh reivindicou ter colocado uma bomba no avião russo que se despenhou em outubro, com 224 pessoas a bordo, no Sinai, depois de Moscovo ter iniciado ataques aéreos na Síria no mês anterior.

Apesar da advertência, a polícia tailandesa lançou um apelo à calma, dado que hoje se celebra o 88.º aniversário do rei Bhumibol que, com 70 anos no trono é o chefe de Estado há mais tempo no cargo.

Desfiles militares, festas populares e vigílias noturnas foram convocados em todo o país para comemorar a efeméride.

Lusa

  • Confirmados dois novos casos de legionella

    Legionella

    Dois novos casos de legionella foram esta quarta-feira confirmados. A informação foi avançada em comunicado pela Direção-Geral da Saúde. Tratam-se de duas pessoas com mais de 80 anos, internadas no Hospital São Francisco Xavier e no Egas Moniz, ambas em situação clínica estável.

  • Quem é o novo Presidente do Zimbabué?
    2:15

    Mundo

    Emmerson Mnangagwa é o sucessor de Robert Mugabe que regressou esta quarta-feira da África do Sul, onde estava refugiado. No primeiro discurso, o Presidente do Zimbabué falou de uma nova democracia no país. Mnangagwa, conhecido como crocodilo, é suspeito de atrocidades na guerra civil pós-independência. 

  • Diminuem as hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino
    3:09

    Mundo

    As hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino, desaparecido há 8 dias, começaram a diminuir, uma vez que o chamado "tempo de segurança" já foi ultrapassado. A Marinha portuguesa está a acompanhar o caso do submarino que está desaparecido há oito dias. As hipóteses de salvar os tripulantes vão diminuindo.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • O que aprendemos com secas anteriores?
    32:50