sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Malásia detém cinco suspeitos relacionados com o Daesh

A Malásia deteve cinco homens por suspeita de envolvimento em atos terroristas, incluindo três ligados ao Daesh, informou hoje a polícia.

© Thaier Al-Sudani / Reuters

Os três suspeitos com ligações ao Daesh foram detidos nos estados de Selangor, Kelantan e Johor, acreditando-se que pertencem a uma pequena célula encabeçada por um homem de 31 anos da Indonésia.

A polícia da Malásia indicou que o líder da rede prometeu lealdade ao líder do Daesh, Abu Bakar al-Baghdadi, através do Facebook no ano passado, e que mantinha contacto com vários malaios que se juntaram ao movimento extremista na Síria.

As autoridades suspeitam que servia como facilitador no envio de pessoas da Malásia e de vários países vizinhos para as fileiras do Daesh na Síria e outros grupos terroristas no Sudeste Asiático.

Os outros dois suspeitos foram um malaio de 59 anos que ajudou a providenciar a viagem, bem como um jovem de 25 anos natural do Bangladesh que planeava juntar-se aos "jihadistas", indicou a polícia.

Numa série de raides lançados desde meados de novembro, a polícia também deteve um professor de inglês, de 44 anos, procedente da Europa, que alegadamente ter-se-ia juntado à rede Al-Qaeda, e que terá estado envolvido em atos terroristas no Afeganistão e na Bósnia.

As mais recentes operações levadas a cabo pela polícia da Malásia surgem na sequência dos crescentes receios relativos à eventual ocorrência de eventuais atentados terroristas na região.

Lusa

  • Hospitais vão ser penalizados se não cumprirem tempos de espera
    2:37

    País

    O Ministério da Saúde vai penalizar os hospitais que não cumprem os tempos de espera nas urgências e que tenham taxas elevadas de cesarianas. O novo modelo de financiamento prevê ainda linhas de financiamento próprio para a obesidade e rastreios do cancro do cólon e do colo do útero.

  • Assédio, até onde vai a tolerância?
    35:26