sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Jihadistas ligados ao Daesh executam duas pessoas por bruxaria na Líbia

Membros do ramo líbio do movimento radical Daesh executaram no domingo à noite um cidadão líbio e uma mulher de origem árabe acusados de bruxaria na cidade de Sirte, foi hoje divulgado.

© Rodi Said / Reuters

Uma fonte da segurança daquela cidade costeira, um dos bastiões do grupo jihadista na Líbia disse à agência noticiosa espanhola EFE que as duas pessoas, igualmente acusadas de combaterem o califado, foram fuziladas na Praça dos Mártires, no centro de Sirte.

"Provavelmente a mulher executada é de nacionalidade sudanesa", adiantou a fonte, que não quis ser identificada.

Esta terá sido a segunda execução por bruxaria na Líbia nos últimos meses, depois da de dois clérigos líbios revelada pela agência de notícias local WAL.

Os grupos armados relacionados com o Daesh têm aumentado a sua influência e alargado o seu território na Líbia durante 2015, beneficiando do conflito entre os dois governos rivais.

Lusa

  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Dominado incêncio no centro de tratamento de resíduos da Tratolixo
    1:55

    País

    O fogo na Tratolixo, em Trajouce, deflagrou esta segunda-feira à noite. As chamas foram controladas a meio da manhã pelos bombeiros. No local estão 133 operacionais, apoiados por 51 veículos. O fogo não fez vítimas nem danos materiais. O vento dificultou o combate às chamas.

  • Duas execuções no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.