sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Jihadistas ligados ao Daesh executam duas pessoas por bruxaria na Líbia

Membros do ramo líbio do movimento radical Daesh executaram no domingo à noite um cidadão líbio e uma mulher de origem árabe acusados de bruxaria na cidade de Sirte, foi hoje divulgado.

© Rodi Said / Reuters

Uma fonte da segurança daquela cidade costeira, um dos bastiões do grupo jihadista na Líbia disse à agência noticiosa espanhola EFE que as duas pessoas, igualmente acusadas de combaterem o califado, foram fuziladas na Praça dos Mártires, no centro de Sirte.

"Provavelmente a mulher executada é de nacionalidade sudanesa", adiantou a fonte, que não quis ser identificada.

Esta terá sido a segunda execução por bruxaria na Líbia nos últimos meses, depois da de dois clérigos líbios revelada pela agência de notícias local WAL.

Os grupos armados relacionados com o Daesh têm aumentado a sua influência e alargado o seu território na Líbia durante 2015, beneficiando do conflito entre os dois governos rivais.

Lusa

  • O fim do julgamento do caso BPN, seis anos depois
    2:26

    País

    O antigo presidente do BPN José Oliveira Costa tentou adiar o fim do julgamento principal do caso com um recurso para o Tribunal Constitucional. Apesar disso, a leitura do acórdão continua marcada para esta quarta-feira, quase seis anos e meio depois de os 15 arguidos se terem sentado pela primeira vez no banco dos réus.

  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • Saída do Procedimento por Défice Excessivo marca debate no Parlamento
    1:40
  • Filhos tentam anular casamento de pai de 101 anos

    País

    O casamento de um homem de 101 anos com uma mulher com metade da idade, em Bragança, está a ser contestado judicialmente pelos filhos do idoso, que acusam aquela que era empregada da família de querer ser herdeira.