sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Daesh reivindica ataque de quarta-feira no Cáucaso russo

O grupo extremista Daesh reivindicou o ataque contra que na quarta-feira matou pelo menos uma pessoa e feriu outras dez num miradouro no Daguestão, república do instável Cáucaso russo.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Stringer . / Reuters

"Com a ajuda de Allah, os guerreiros do Califado consgeuiram atacar empregados dos serviços de segurança russos em Derbent, no sul do Daguestão", refere uma mensagem atribuida ao EI e citada por um centro norte-americano de vigilância de sites islamistas (SITE INtelligence Group), indica a Agência France Presse.

Desconhecidos abriram fogo na quarta-feira contra um grupo de pessoas perto das muralhas da fortaleza de Derbent, classificada em 2003 património mundial pela Unesco, matando uma pessoa e ferindo pelo menos outras 10.

Segundo uma fonte interrogada pela agência pública Ria Novosti, os autores dos disparos, que se puseram em fuga, são três combatentes originários de Derbent e que são alegadamente responsáveis por uma série de outros ataques.

Uma outra fonte indicou aos agentes russos que a vítima mortal e pelo menos um dos feridos são funcionários dos serviços secretos russos.

Lusa

  • Alianças do PS marcam discursos no Congresso do PS
    2:51
  • Souto de Moura feliz com distinção na Bienal de Arquitetura de Veneza
    1:10
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos. Depois de um curso intensivo de português durante três meses, os jovens vão iniciar o ano letivo em vários pontos do país.