sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Rússia desmente ter bombardeado civis após acusação de atingir escola em Aleppo

A Rússia desmentiu hoje ter bombardeado civis na Síria, após acusações de ataques aéreos contra uma escola na província de Alepo e do apelo de Paris para o fim dos ataques aéreos russos e sírios contra civis.

Escombros após ataque atribuído à força aérea russa em Douma, síria.

Escombros após ataque atribuído à força aérea russa em Douma, síria.

© Bassam Khabieh / Reuters

"A Rússia não realiza operações contra os civis", declarou à agência France Presse a porta-voz da diplomacia russa, Maria Zakharova, reagindo ao apelo do ministro dos Negócios Estrangeiros francês, Laurent Fabius, para que acabem os bombardeamentos russos contra a população civil.

Desde o início do ano, a aviação russa atingiu 1.097 alvos "terroristas" nas províncias de Alepo (noroeste), Idleb (noroeste), Latakia (noroeste), Hama (centro), Homs (centro), Deraa (sudoeste), Deir Ezzor (leste), Raqa (norte) e na região da capital, Damasco, segundo o estado-maior russo.

Os ataques visaram nomeadamente locais de infraestruturas do grupo radical Estado Islâmico, os seus veículos blindados, assim como refinarias de petróleo clandestinas, "infligindo perdas consideráveis aos grupos terroristas", declarou hoje o general Serguei Rudskoi, citado pelas agências russas.

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) afirmou que oito alunos e o seu professor foram mortos hoje e 20 alunos e professores ficaram feridos num ataque da aviação russa contra uma escola situada na localidade rebelde de Anjara, na província de Alepo.

A Rússia iniciou no final de setembro a sua missão na Síria de apoio às tropas do regime face aos rebeldes e aos 'jihadistas'. No final de dezembro, o OSDH afirmou que os ataques aéreos russos tinham causado em três meses 2.371 mortos, um terço dos quais eram civis.

O Ministério da Defesa russo classificou em diversas ocasiões as acusações de infundadas e absurdas.

Lusa

  • Não há risco de colapso do viaduto de Alcântara
    1:35

    País

    O desvio de um pilar do viaduto de Alcântara obrigou esta quarta-feira ao corte do trânsito e da circulação de comboios da linha de Cascais. O estrago terá sido provocado por um camião que embateu na estrutura durante a noite. A circulação ferroviária foi retomada a meio da manhã, mas o viaduto só será reaberto esta quinta-feira.

  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vitima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Romeu e Julieta nasceram no mesmo dia e no mesmo hospital

    Mundo

    Na Carolina do Sul, nos EUA, dois bebés tinham o parto marcado para 26 de março mas decidiram nascer mais cedo: exatamente no mesmo dia, apenas com uma diferença de 18 horas. Os pais não se conheciam e, curiosamente, deram o nome aos recém nascidos de Romeo e Juliet (em português, Romeu e Julieta).

  • Túmulo de Jesus Cristo restaurado

    Mundo

    Após 10 meses de obras de restauro, o túmulo onde Jesus Cristo terá sido sepultado foi esta quarta-feira revelado numa cerimónia na igreja do Santo Sepulcro, em Jerusalém.