sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Daesh anuncia corte de 50% no salário dos jihadistas

O grupo jihadista Daesh (o autoproclamado Estado Islâmico) anunciou a intenção de reduzir para metade os salários dos seus membros na Síria e no Iraque, revelou esta terça-feira o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Rodi Said / Reuters

O grupo de monitorização do Observatório, com sede na Grã-Bretanha, mas que mantém uma rede de ativistas, médicos e combatentes um pouco por toda a Síria, e publicou o que diz ser uma declaração da organização extremista a anunciar os cortes salariais.

"Devido às circunstâncias excecionais que o Estado Islâmico está a enfrentar, foi decidido cortar os salários dos 'mudjahedine' em metade do seu valor", lê-se no comunicado árabe, segundo o qual "ninguém ficará isento, independentemente da posição que ocupe".

A distribuição de ajuda alimentar continuará a ter lugar duas vezes por mês, mas os combatentes sírios da organização vão ver os seus salários passar dos 400 para os 200 dólares mensais, enquanto os combatentes estrangeiros, que ganhavam o dobro, passarão a receber 400 dólares em vez dos anteriores 800, segundo Rami Abdel Rahman, do Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

O grupo extremista, que em junho de 2014 proclamou um califado nas zonas sob o seu controlo no Iraque e na Síria, esforça-se por manter funcional um Estado de pleno direito, com instituições governamentais, hospitais e escolas e pagamento de impostos.

A situação financeira com que tem agora de lidar pode ser resultante da intensificação dos ataques aéreos às suas infraestruturas petrolíferas na Síria e no Iraque, uma vez que a coligação liderada pelos Estados Unidos bombardeia instalações da organização em ambos os países, havendo ainda aviões de guerra russos a atacar os 'jihadistas' na Síria.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.