sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Ataques do Daesh causam perda de mais de um terço nas receitas do turismo na Tunísia

A Tunísia perdeu mais de um terço das suas receitas de turismo em 2015 na sequência dos ataques do grupo extremista Estado Islâmico que visaram diretamente este setor, fundamental para o país, revelam dados oficiais hoje divulgados.

© Anis Mili / Reuters

Dois dos ataques da organização extremista, também conhecida por Daesch, mataram 59 turistas estrangeiros, prejudicando uma indústria que representa 7% do PIB (Produto Interno Bruto) do país.

"A economia nacional assistiu, em 2015, a um declínio na atividade ... nomeadamente nos setores industrial e dos serviços, que foram afetados pelos ataques terroristas, apesar do sucesso da transição política", afirmou o banco central da Tunísia, numa referência ao facto de a Tunísia ser um caso raro de sucesso na transição política entre os países que viveram a Primavera Árabe.

A revolução que, em 2011, derrubou o ditador Zine El Abidine Ben Ali também constituiu um golpe para o setor do turismo, sendo que, desde então, as autoridades não conseguiram restabelecer a economia ou resolver os problemas de exclusão social.

Em 2015, a entrada de turistas no país registou uma queda de 30,8% face ao ano anterior e as receitas no setor tiveram uma quebra de 35,1%, de acordo com o banco central tunisino, tendo o número de turistas oriundos da Europa caído 53,6%, segundo dados do Ministério do Turismo.

Em março, 21 turistas e um agente da polícia foram mortos num ataque no Museu Nacional do Bardo, em Túnis, enquanto em junho um ataque a um 'resort' perto de Sousse matou 38 turistas.

Os dois atentados foram cometidos pelo grupo Estado Islâmico, que reivindicou ainda um ataque suicida na capital, em novembro, que matou 12 guardas presidenciais.

Também no ano anterior, vários hotéis tunisinos estiveram temporariamente encerrados devido à falta de turistas e, esta terça-feira, o operador turístico Thomas Cook cancelou todas as reservas britânicas para a Tunísia até novembro, na sequência da onda de protestos que tem assolado o país.

Lusa

  • O tempo para hoje
    0:57

    País

    O Instituto do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje chuva fraca a norte do sistema Montejunto-Estrela com subidada temperatura mínima. Céu muito nublado ou encoberto, apresentando-se em geral pouco nublado no Baixo Alentejo e no Algarve até meio da manhã. Períodos de chuva fraca ou chuvisco nas regiões a norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela, mais frequentes no Minho e Douro Litoral e a partir da tarde.

  • Jovens adoptados e filha do líder da IURD com versões diferentes dos acontecimentos
    4:06

    País

    Os jovens adoptados e a filha do bispo Edir Macedo, que alegadamente os adoptou, têm versões diferentes sobre o que aconteceu. Vera e Luís Katz garantem que foram adoptados por uma família norte-americana, com que viveram até aos 20 anos. Viviane Freitas, filha do líder da Igreja Universal do Reino de Deus, conta que foi mãe das crianças durante três anos, apesar de lhe ter sido negada a adopção.

  • Cabecilha da seita Verdade Celestial é "mentiroso, egocêntrico e psicótico"
    2:22

    País

    O cabecilha da seita "Verdade Celestial" foi condenado a 23 anos de pena de prisão por abusos sexuais de crianças e adolescentes. O juiz diz que o cabecilha do grupo era mentiroso patológico, egocêntrico, impulsivo e com personalidade psicótica. Dos oito acusados, duas mulheres foram absolvidas e seis arguidos foram condenados a penas efetivas. A rede de abusadores foi desmantelada há dois anos, numa quinta de Palmela.

  • Mau tempo obriga ao cancelamento de centenas de voos na Europa
    1:21
  • Antigos quadros da Facebook declaram-se preocupados com efeitos da rede social

    Mundo

    Alguns dos antigos quadros da empresa Facebook estão a começar a exprimir sérias dúvidas sobre a rede social que ajudaram a criar, foi noticiado. A Facebook explora "uma vulnerabilidade na psicologia humana" para criar dependência entre os seus utilizadores, afirmou o primeiro presidente da empresa, Sean Parker, num fórum público.