sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Coligação contra o Daesh reúne-se em Roma

A coligação contra o grupo 'jihadista' Estado Islâmico liderada pelos Estados Unidos vai reunir-se hoje em Roma, com a participação do secretário de Estado norte-americano, John Kerry.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Stringer . / Reuters

"Os parceiros da coligação vão examinar os progressos alcançados até à data e debater formas de intensificar compromissos em todas as linhas de esforço, com vista a derrotar este grupo terrorista", informou o Departamento de Estado.

A coligação de várias potências, principalmente ocidentais e árabes, tem vindo a treinar e armar o governo iraquiano e as forças rebeldes sírias para combater a organização extremista, enquanto leva a cabo ataques aéreos.

Segundo o Departamento de Estado dos EUA, os membros da coligação representados incluem: Austrália, Bahrein, Bélgica, Grã-Bretanha, Canadá, Dinamarca, Egipto, União Europeia, França, Alemanha, Iraque, Itália, Jordânia, Koweit, Nova Zelândia, Países Baixos, Noruega, Qatar, Arábia Saudita, Espanha, Suécia, Turquia e Emirados Árabes Unidos.

Por seu lado, as Nações Unidas vão enviar observadores.

As autoridades estão também a considerar uma possível intervenção contra o grupo 'jihadista' na Líbia, sendo que, após a reunião em Roma, Kerry ruma a Londres, para uma conferência de países doadores com vista a ajudar à reconstrução daquele país.

Lusa

  • Escritor e filólogo Frederico Lourenço distinguido com o Prémio Pessoa 2016

    Cultura

    O escritor, tradutor, professor universitário Frederico Lourenço foi distinguido com o Prémio Pessoa 2016. O anúncio foi feito hoje pelo presidente do júri, Francisco Pinto Balsemão, no Palácio de Seteais, em Sintra, sublinhando que a atividade de Frederico Lourenço tem como "traço singular" ter oferecido "à língua portuguesa as grandes obras de literatura clássica".

  • Governo garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo de ajuda alimentar
    1:18

    País

    O ministro da Solidariedade e Segurança Social garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo europeu de ajuda alimentar. Vieira da Silva respondeu, esta manhã, à notícia avançada pelo Jornal de Notícias que dava conta de que, este ano, o país teria desperdiçado 28 milhões de euros de um fundo europeu porque o programa ainda não está operacional. O ministro garante que o programa vai ser executado em 2017 e que este ano serviu para tomar medidas no sentido dessa implementação. Vieira da Silva assegura também que o montante disponível para o programa não foi desperdiçado e vai poder ser usado.

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Explosão no Cairo faz seis mortos

    Mundo

    Seis pessoas morreram hoje numa explosão junto a um posto de controlo da polícia no Cairo, indicaram os meios de comunicação social e responsáveis egípcios.