sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Milhares de soldados iraquianos mobilizados para reconquistar Mossul

O exército iraquiano está a concentrar dezenas de milhares de homens numa base no norte do Iraque no âmbito da ofensiva para reconquistar Mossul, a segunda cidade do país controlada pelo Daesh, indicaram hoje responsáveis.

© STRINGER Iraq / Reuters (Arquivo)

"As unidades do exército iraquiano começaram a chegar à base militar situada perto da localidade de Makhmur para desencadearem as primeiras operações em direção a Mossul", declarou à agência noticiosa France-Presse, sob anonimato, um general de brigada.

Desde junho de 2014 que o EI controla Mossul, a sua "capital" no Iraque, mas o grupo ultrarradical registou em 2015 diversos reveses militares face às forças de segurança iraquianas, apoiadas por ataques aéreos da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos.

"De momento, estão posicionadas três brigadas na base", que poderá ainda acolher 4.500 soldados, acrescentou o responsável, precisando que as 15.ª e 16.ª divisões do exército também vão participar na ofensiva em direção a Mossul.

Makhmur está situada cerca de 70 quilómetros a sudeste de Mossul.

O general precisou que o primeiro objetivo da operação consiste em cortar as rotas de abastecimento do EI entre Mossul e as zonas mais a sul, em particular Hawijah, na província de Kiskuk, ou de Baijo, na província de Salaheddine.

Segundo um responsável curdo, a maioria dos soldados enviados para a zona, sob controlo do Curdistão iraquiano, são de origem curda.

"Estas forças foram deslocadas com o acordo do presidente e do governo da região autónoma do Curdistão", no norte do Iraque, afirmou Halgurd Hekmat, um porta-voz das forças curdas. Este responsável acrescentou que a base vai acolher em simultâneo soldados e aviões militares.

Lusa

  • "É pesado dizer a miúdos que ainda ontem os pais estavam a ensinar o atar ténis que vão ficar em prisão preventiva"
    2:49
  • Pecado da gula ameaça maior anfíbio do mundo

    Mundo

    O maior anfíbio do mundo está em sério risco de extinção. Iguaria muito apreciada no Oriente, a salamandra-gigante-da-China já praticamente desapareceu do seu habitat natural, concluiu uma pesquisa realizada durante quatro anos. Em contraste, milhões destes animais são reproduzidos em cativeiro e têm como destino restaurantes de luxo.

  • Reclusos limpam Ria Formosa
    3:01

    País

    Alguns reclusos do estabelecimento prisional de Olhão estão pela segunda vez a limpar a ilha da Armona, na Ria Formosa. São homens que beneficiam de regime aberto e, em fim de cumprimento de pena, têm com este trabalho uma amostra da liberdade que tanto aguardam.