sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Milhares de soldados iraquianos mobilizados para reconquistar Mossul

O exército iraquiano está a concentrar dezenas de milhares de homens numa base no norte do Iraque no âmbito da ofensiva para reconquistar Mossul, a segunda cidade do país controlada pelo Daesh, indicaram hoje responsáveis.

© STRINGER Iraq / Reuters (Arquivo)

"As unidades do exército iraquiano começaram a chegar à base militar situada perto da localidade de Makhmur para desencadearem as primeiras operações em direção a Mossul", declarou à agência noticiosa France-Presse, sob anonimato, um general de brigada.

Desde junho de 2014 que o EI controla Mossul, a sua "capital" no Iraque, mas o grupo ultrarradical registou em 2015 diversos reveses militares face às forças de segurança iraquianas, apoiadas por ataques aéreos da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos.

"De momento, estão posicionadas três brigadas na base", que poderá ainda acolher 4.500 soldados, acrescentou o responsável, precisando que as 15.ª e 16.ª divisões do exército também vão participar na ofensiva em direção a Mossul.

Makhmur está situada cerca de 70 quilómetros a sudeste de Mossul.

O general precisou que o primeiro objetivo da operação consiste em cortar as rotas de abastecimento do EI entre Mossul e as zonas mais a sul, em particular Hawijah, na província de Kiskuk, ou de Baijo, na província de Salaheddine.

Segundo um responsável curdo, a maioria dos soldados enviados para a zona, sob controlo do Curdistão iraquiano, são de origem curda.

"Estas forças foram deslocadas com o acordo do presidente e do governo da região autónoma do Curdistão", no norte do Iraque, afirmou Halgurd Hekmat, um porta-voz das forças curdas. Este responsável acrescentou que a base vai acolher em simultâneo soldados e aviões militares.

Lusa

  • Descobertos fósseis que podem provar existência de vida em Marte

    Mundo

    Fósseis com 3,77 mil milhões de anos, dos mais antigos já descobertos, foram identificados por cientistas de vários países na província do Quebec, no leste do Canadá. As descobertas coincidem no tempo com a altura em que Marte e a Terra tinham água líquida à superfície, o que levanta questões sobre a hipótese de vida extraterrestre.

  • As polémicas declarações de João Braga sobre os Óscares

    País

    A Associação SOS Racismo reagiu esta quarta-feira às palavras do fadista João Braga na sua página no Facebook, sobre a cerimónia de entrega dos Óscares, e disse esperar que a Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial atue de forma exemplar face.

  • "Apelamos ao debate e somos criticados? Então m...."
    0:52
  • Oprah admite candidatar-se à Presidência dos EUA

    Mundo

    A apresentadora norte-americana Oprah Winfrey admitiu, numa entrevista, que a vitória de Donald Trump nas eleições presidenciais de novembro a fez considerar a possibilidade de entrar na corrida à Casa Branca.

  • Temperaturas recorde no "último lugar da Terra"

    Mundo

    A Organização Meteorológica Mundial (OMM) anunciou esta quarta-feira que se registaram nos últimos 37 anos temperaturas altas recorde na Antártida, num local que foi descrito como "o último lugar da Terra".