sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Obama enfrenta contestações na própria administração devido aos resultados da luta contra o Daesh

O Presidente norte-americano começa a enfrentar alguma contestação no seio da própria administração, devido aos resultados da luta contra o Daesh.

© Kevin Lamarque / Reuters

O próprio secretário norte-americano da Defesa referiu-se à luta internacional liderada pelos Estados Unidos como "uma suposta coligação".

Barack Obama invocou entretanto a aliança de 66 países para justificar o sucesso no combate ao auto-proclamado Estado Islâmico, argumentos que não foram suficientes para convencer o titular da pasta da Defesa, que diz que os parceiros dos Estados Unidos devem fazer mais para combater os radicais islâmicos.

Nesse sentido, Ash Carter desloca-se esta terça-feira a Bruxelas onde vai tentar agendar uma reunião com os homólogos de 24 países da coligação internacional, incluindo membros da NATO e dos países do Golfo Pérsico, entre os quais o Iraque.

  • Turistas chegam a esperar 2 horas no controlo de passaporte do Aeroporto de Lisboa
    2:35

    País

    Chegar ao Aeroporto de Lisboa pode ser uma dor de cabeça para centenas de passageiros. A espera para o controlo de passaporte chegou a ultrapassar as duas horas nos meses de fevereiro e março. Manuela Niza, do Sindicato dos Funcionários do Serviços de Estrangeiros e Fronteiras, diz que têm sido contratados inspetores que depois são desviados para outros serviços.

  • Hasta pública de madeira ardida rendeu 2,85 milhões de euros

    País

    Mais de meia centena de lotes de madeira ardida proveniente de matas nacionais e perímetros florestais geridos pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) foram esta quinta-feira vendidos por 2,85 milhões de euros, numa hasta pública em Viseu.

  • "Dinheiro gasto em contentores dava para construir outro hospital" no Porto
    1:40

    País

    A bastonária dos Enfermeiros pede uma investigação aos contratos de contentores no Hospital de São João, no Porto. Ana Rita Cavaco diz que os "milhares de euros" já gastos na contratação e manutenção dos contentores da Pediatria e outros serviços do centro Hospitalar de São João davam para construir um novo hospital. E levanta ainda a suspeita sobre a empresa contratada.