sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Pelo menos 10 mortos num ataque suicida em Damasco

A explosão de um carro armadilhado hoje em Damasco fez pelo menos 10 mortos e 20 feridos.

A explosão em Damasco fez pelo menos 10 mortos e 20 feridos (Arquivo)

A explosão em Damasco fez pelo menos 10 mortos e 20 feridos (Arquivo)

© Omar Sanadiki / Reuters

Um bombista suicida do Daesh (autoproclamado Estado Islâmico) fez explodir um veículo junto à garagem do clube de oficiais da polícia no distrito de Barze, em Damasco.

Segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, há pelo menos 10 mortos, entre os quais oito agentes da autoridade, e 20 feridos.

O grupo terrorista Daesh já reinvindicou o atentado e prometeu novos ataques através da rede social Twitter ao informar que a explosão foi liderada por Abu Abdul-Rahman al-Shami.

Este ataque ocorreu um dia depois do Human Rights Group acusar as forças governamentais sírias e o exército russo de recorrerem a bombas de fragmentação em pelo menos 14 dos ataques nas últimas duas semanas que já mataram 37 civis, incluindo seis mulheres e nove crianças. Estas bombas de fragmentação têm sido utilizadas recentemente em vários conflitos mundiais, como na Líbia liderado por Muammar Kadhafi ou em Israel através do grupo terrorista Hezbollah, que em 2006 lançaram mais de 4 milhões de bombas.

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.