sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Três mortos em ataque a hospital na Síria apoiado pelos Médicos Sem Fronteiras

Três pessoas morreram e seis ficaram feridas no bombardeamento aéreo de um hospital apoiado pelos Médicos Sem Fronteiras (MSF) em Tafas, no sul da Síria, anunciou hoje a organização em comunicado.

Desde março de 2011, início da guerra na Síria, 177 hospitais foram destruídos e perto de 700 profissionais de saúde foram mortos.

Desde março de 2011, início da guerra na Síria, 177 hospitais foram destruídos e perto de 700 profissionais de saúde foram mortos.

© Alaa Faqir / Reuters

"O ataque ao hospital, a cerca de 12 quilómetros da fronteira com a Jordânia, ocorreu na noite de 5 de fevereiro. Provocou danos no edifício e deixou inoperacional o muito utilizado serviço de ambulâncias", lê-se no comunicado.

Mais de 20.000 habitantes de Tafas, na província de Deraa, fugiram da localidade nos últimos dias devido aos bombardeamentos.

"O hospital foi a mais recente instalação médica a ser atingida numa série de ataques aéreos no sul da Síria", acrescentou, sem precisar quem realiza os ataques.

Em janeiro, uma organização humanitária síria informou que, desde o início da guerra, em março de 2011, 177 hospitais foram destruídos e quase 700 profissionais de saúde mortos.

E desde janeiro, segundo a MSF, 13 centros de saúde e hospitais foram atingidos por bombardeamentos.

Lusa

  • Oceanário de Lisboa dá formação sobre impacto da acumulação de plásticos nos oceanos
    2:37
  • Trump e Netanyahu discutiram "ameaças que o Irão coloca"

    Mundo

    O novo Presidente norte-americano, Donald Trump, e o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, debateram "as ameaças que o Irão coloca" e concordaram que a paz israelo-palestiniana só pode ser "negociada diretamente", anunciou este domingo a Casa Branca.