sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

CIA afirma que Daesh já utilizou armas químicas

O grupo extremista Estado Islâmico já utilizou várias vezes armas químicas no campo de batalha e consegue fabricar pequenas quantidades de cloro e gás mostarda, denunciou hoje o diretor da CIA, John Brennan.

(Arquivo)

(Arquivo)

"Houve um certo número de vezes em que o grupo extremista Estado Islâmico utilizou armas químicas no campo de batalha" e a "CIA acha que o grupo tem capacidade de fabricar pequenas quantidades de cloro e gás mostarda", afirmou em entrevista à estação televisiva CBS.

John Brennan também avisou para a possibilidade do grupo tentar vender armas para o Ocidente para obter ganhos financeiros.

"Acho que há esse potencial. É por isso que é tão importante cortar as rotas de transporte e de contrabando que usam", afirmou.

Quando questionado sobre se havia "ativos norte-americano no terreno" à procura de possíveis esconderijos de armas químicas ou laboratório, John Brennan respondeu que a CIA está "ativamente envolvida nos esforços para destruir o grupo Estado Islâmico e obter o máximo conhecimento sobre o que têm no terreno da Síria e do Iraque".

A entrevista de Brennan ocorre dois dias depois de comentários semelhantes feitos pelo conselheiro do Presidente norte-americano para assuntos de informações, relacionados com a segurança nacional, James Clapper, a uma comissão do congresso.

"O Estado Islâmico usou produtos químicos e tóxicos no Iraque e na Síria, incluindo gás mostarda", afirmou terça-feira James Clapper.

James Clapper informou também que é a primeira vez que um grupo extremista produziu e usou um agente de guerra químico desde o ataque realizado com gás sarin no metro de Tóquio, em 1995.

Lusa

  • Morreu Miguel Beleza, antigo ministro das Finanças e governador do BdP
    1:34
  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.