sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Pelo menos 15 civis mortos em bombardeamentos da coligação internacional na Síria

Pelo menos 15 civis morreram hoje à noite em ataques aéreos da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos a uma cidade do nordeste da Síria controlada pelo grupo extremista Daesh, indicou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

(Arquivo SIC)

(Arquivo SIC)

SIC

"Pelo menos 15 civis foram mortos e 20 feridos em ataques da aviação da coligação internacional que visavam a cidade de Al-Chadadi", na província de Hassaké, indicou a organização não-governamental, acrescentando que o balanço poderá agravar-se.

O diretor do OSDH, Rami Abdel Rahmane, precisou que os bombardeamentos coincidiram com um ataque das Forças Democráticas Sírias (FDS), uma coligação liderada pelos curdos, à cidade.

O grupo jihadista Daesh controla Al-Chadadi desde 2014.

As FDS lançaram uma primeira ofensiva contra o Daesh na província de Hassaké no final de outubro. Com o apoio dos ataques da coligação, conseguiram recuperar aos 'jihadistas' 1.400 quilómetros quadrados.

A coligação internacional efetua ataques aéreos contra o Daesh desde setembro do ano passado e, segundo o observatório sírio, esses ataques fizeram, até agora, 4.256 mortos: 3.787 membros do Daesh e quase 150 combatentes de outros grupos extremistas, entre os quais a Frente Al-Nusra, e 332 civis, incluindo 90 crianças.

Na segunda-feira, o OSDH relatou a ocorrência de bombardeamentos "provavelmente russos" no norte do país que fizeram, de acordo com a ONU, perto de 50 mortos, dos quais duas crianças.

Pelo menos cinco instalações médicas e duas escolas foram atingidas, segundo a ONU.

A Síria está desde há cinco anos a ser destruída por uma guerra que já fez mais de 260.000 mortos, empurrou para o exílio milhões de pessoas e causou a divisão do país.

Com Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.