sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Pelo menos 15 civis mortos em bombardeamentos da coligação internacional na Síria

Pelo menos 15 civis morreram hoje à noite em ataques aéreos da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos a uma cidade do nordeste da Síria controlada pelo grupo extremista Daesh, indicou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

(Arquivo SIC)

(Arquivo SIC)

SIC

"Pelo menos 15 civis foram mortos e 20 feridos em ataques da aviação da coligação internacional que visavam a cidade de Al-Chadadi", na província de Hassaké, indicou a organização não-governamental, acrescentando que o balanço poderá agravar-se.

O diretor do OSDH, Rami Abdel Rahmane, precisou que os bombardeamentos coincidiram com um ataque das Forças Democráticas Sírias (FDS), uma coligação liderada pelos curdos, à cidade.

O grupo jihadista Daesh controla Al-Chadadi desde 2014.

As FDS lançaram uma primeira ofensiva contra o Daesh na província de Hassaké no final de outubro. Com o apoio dos ataques da coligação, conseguiram recuperar aos 'jihadistas' 1.400 quilómetros quadrados.

A coligação internacional efetua ataques aéreos contra o Daesh desde setembro do ano passado e, segundo o observatório sírio, esses ataques fizeram, até agora, 4.256 mortos: 3.787 membros do Daesh e quase 150 combatentes de outros grupos extremistas, entre os quais a Frente Al-Nusra, e 332 civis, incluindo 90 crianças.

Na segunda-feira, o OSDH relatou a ocorrência de bombardeamentos "provavelmente russos" no norte do país que fizeram, de acordo com a ONU, perto de 50 mortos, dos quais duas crianças.

Pelo menos cinco instalações médicas e duas escolas foram atingidas, segundo a ONU.

A Síria está desde há cinco anos a ser destruída por uma guerra que já fez mais de 260.000 mortos, empurrou para o exílio milhões de pessoas e causou a divisão do país.

Com Lusa

  • PSD está a "perder terreno" na escolha de candidato a Lisboa
    1:46

    País

    Quem o diz é Luís Marques Mendes: o PSD perde na demora da escolha de um candidato para a Câmara de Lisboa. O líder Passos Coelho rejeita apoiar a candidatura de Assunção Cristas e garante que o partido vai ter um candidato próprio. Segundo o comentador da SIC, o último convite foi dirigido a José Eduardo Moniz.

  • Trump não escreve todos os tweets, mas dita-os

    Mundo

    O Presidente eleito dos EUA não escreve todos os tweets que são publicados na sua conta desta rede social, mas dita-os aos seus funcionários. Numa entrevista a um ex-secretário de Estado britânico, Donald Trump explica como usa a sua conta e garante que depois de ser investido Presidente, vai continuar a usar o Twitter para defender-se da "imprensa desonesta".

  • Depressão pode ser mais prejudicial para o coração do que a hipertensão

    Mundo

    Um estudo recente estabelece uma nova ligação entre depressão e distúrbios cardíacos. De acordo com a investigação publicada na revista Atheroscleroses, o risco de vir a sofrer de uma doença cardíaca grave é quase tão elevado para os homens que sofram de depressão, do que para os que tenham colesterol elevado ou obesidade, e pode mesmo ser maior do que para os que sofram de hipertensão.

  • "Estar na Web Summit foi dizer em empreendedorês: estamos vivos, estamos aqui!"

    Web Summit

    No seguimento da entrevista à blogger Sara Riobom, que conhecemos durante a WebSummit, trazemos a história de outro jovem português (que não trabalha sozinho) que esteve no evento, em Lisboa, a promover a sua startup. Quis o acaso e as peripécias do direto e do destino que acabasse por receber um visitante ilustre e especial no seu stand: nada mais nada menos do que o primeiro-ministro, António Costa. Recentemente estiveram no Shark Tank, onde conseguiram captar a atenção de um dos “tubarões” do programa da SIC. Mas o que queremos saber é…

    Martim Mariano