sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Pelo menos 16 pessoas morreram em bombardeamentos em Al Raqa, na Síria

Pelo menos dezasseis pessoas, entre as quais cinco mulheres e oito crianças, morreram hoje na Síria devido a bombardeamentos aéreos de origem desconhecida contra diferentes partes da cidade de Al Raqa, bastião do Daesh.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH) disse que as aeronaves atacaram as zonas de Al Sur e Al Sauamea, assim como o bairro de Al Zakna e outras áreas da cidade de Al Raqa, no norte da síria.

Além disso, pelo menos quarenta pessoas ficaram feridas ou estão desaparecidas, acrescentou a organização não-governamental, que não descartou a possibilidade do número de mortos aumentar, porque há feridos graves.

A mesma fonte referiu que entre os mortos também há seguidores da organização jihadista.

Atualmente, o Daesh tem as suas posições bombardeadas pelas forças sírias e russas, assim como pela coligação internacional liderada pelos Estados Unidos.

O Daesh proclamou, no final de junho de 2014, um califado no território sírio e iraquiano, assumindo as partes do norte e central de ambos os Estados.

O ataque de hoje acontece no dia em que ocorrem as negociações de paz em Genebra entre uma delegação do Governo sírio e a Comissão Suprema para as Negociações (CSN), a principal aliança de oposição, patrocinadas pela ONU.

O Daesh está excluído do cessar-fogo, que começou em 27 de fevereiro e ainda está em vigor entre o Governo de Damasco e a CSN.

Lusa

  • Como não perder Barack e Michelle Obama nas redes sociais

    Mundo

    Sair da Casa Branca implica mais que reunir objetos físicos: é preciso guardar também os tweets, os posts e todo o conteúdo digital produzido nos últimos oito anos pelo Presidente dos EUA e pela primeira-dama. A equipa de Barack Obama já preparou tudo para que nada se perca do seu legado digital.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.