sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Pelo menos 16 pessoas morreram em bombardeamentos em Al Raqa, na Síria

Pelo menos dezasseis pessoas, entre as quais cinco mulheres e oito crianças, morreram hoje na Síria devido a bombardeamentos aéreos de origem desconhecida contra diferentes partes da cidade de Al Raqa, bastião do Daesh.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH) disse que as aeronaves atacaram as zonas de Al Sur e Al Sauamea, assim como o bairro de Al Zakna e outras áreas da cidade de Al Raqa, no norte da síria.

Além disso, pelo menos quarenta pessoas ficaram feridas ou estão desaparecidas, acrescentou a organização não-governamental, que não descartou a possibilidade do número de mortos aumentar, porque há feridos graves.

A mesma fonte referiu que entre os mortos também há seguidores da organização jihadista.

Atualmente, o Daesh tem as suas posições bombardeadas pelas forças sírias e russas, assim como pela coligação internacional liderada pelos Estados Unidos.

O Daesh proclamou, no final de junho de 2014, um califado no território sírio e iraquiano, assumindo as partes do norte e central de ambos os Estados.

O ataque de hoje acontece no dia em que ocorrem as negociações de paz em Genebra entre uma delegação do Governo sírio e a Comissão Suprema para as Negociações (CSN), a principal aliança de oposição, patrocinadas pela ONU.

O Daesh está excluído do cessar-fogo, que começou em 27 de fevereiro e ainda está em vigor entre o Governo de Damasco e a CSN.

Lusa

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40
  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.