sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Pentágono anuncia morte do vice-líder do Daesh

O secretário de Estado da Defesa norte-americano, Ashton Carter, anunciou hoje a morte do "número dois" do Daesh.

(arquivo)

(arquivo)

"A remoção deste líder do Daesh vai dificultar a sua capacidade de conduzirem operações dentro e fora do Iraque e da Síria", disse Ashton Carter sobre a morte de Abd ar-Rahman Mustafa al-Qaduli, a quem se referiu como Haji Imam.

Segundo Carter, o vice-líder do Daesh servia o grupo como ministro das Finanças da organização terrorista que tem reivindicado vários atentados, principalmente no mundo árabe, mas também na Europa.

O Ministério da Justiça dos Estados Unidos tinha oferecido até 7 milhões de dólares por informações que levassem à sua captura.

A morte de Abd ar-Rahman Mustafa al-Qaduli é a segunda de um alto dirigente do grypo em apenas algumas semanas, já que este mês o Pentágono disse também ter conseguido matar Omar o Checheno, no seguimento de um ataque no norte da Síria.

Al-Qadouli "era um terrorista conhecido nas fileiras do Daesh", disse Carter, lembrando a morte de Omar, que fazia as vezes de ministro da Defesa.

"Há alguns meses, eu disse que ia atacar a infraestrutura do Daesh, primeiro atacando os locais de armazenamento de dinheiro, e agora vamos atacar a capacidade de gerir as suas finanças", disse o responsável, considerando que "issso irá afetar a capacidade de pagamento e a contratação de recrutas".

Segundo as fontes de segurça do Iraque e dos Estados Unidos, al-Qadouli nasceu em Mosul e estava no Afeganistão desde o final de 1990. Juntou-se à Al-Qaeda em 2004, e tornou-se "número dois" do líder da Al-Qaeda no Iraque, Abu Musab al-Zarqawi, que morreu em 2006 num ataque dos EUA.

Foi então preso e, depois da sua libertação, em 2012, juntou-se ao Daesh na Síria.

Com Lusa

Lusa

  • Debate quinzenal no Parlamento: veja em direto e comente

    País

    As políticas de descentralização foram o tema escolhido pelo Governo para o debate quinzenal, mas a situação na Caixa Geral de Depósitos também deve marcar os trabalhos na Assembleia da República. Acompanhe aqui a discussão e participe no Minuto a Minuto SIC/Parlamento Global.

    Direto

  • Prioridades para a CGD: cortar custos e aumentar receitas
    2:16

    Caso CGD

    O principal objetivo do plano estratégico para a Caixa Geral de Depósitos, a que a SIC teve acesso, é cortar custos e aumentar receitas. A grande aposta da nova administração passa por apertar as regras para emprestar dinheiro e, por outro lado, recuperar o crédito que não está a ser pago.

  • Turismo da Madeira investe mais de 3 milhões de euros no programa de festas
    2:22

    País

    A Madeira já vive a época de Natal. O turismo da região investiu mais de 3 milhões de euros no programa de festas de Natal e Fim de Ano para atrair os turistas. Os residentes e também turistas aproveitam para desfrutar do ambiente mágico proporcionado pelas tradicionais iluminações à mistura com as decorações e gastronomia típicas da quadra.

  • Os dias na Terra estão a ficar mais longos

    Mundo

    Os dias estão a tornar-se mais longos, mas impercetivelmente, porque vão ser precisos 6,7 milhões de anos para aumentarem um minuto, segundo um estudo publicado quarta-feira pela Proceedings A da Royal Society britânica.

  • Leica: a marca lendária entre os fotógrafos
    5:54
    Futuro Hoje

    Futuro Hoje

    3ª FEIRA NO JORNAL DA NOITE

    A Leica, das famosas máquinas fotográficas, abriu na semana passada a primeira loja em Portugal. Grande parte da produção da marca alemã é feita em Lousado, em Vila Nova de Famalicão, há 43 anos.