sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Ex-mulher de líder do Daesh quer viver em liberdade na Europa

Uma ex-mulher do líder do grupo extremista Daesh, Abu Bakr al-Baghdadi, quer viver na Europa "em liberdade", disse ao diário sueco Expressen numa entrevista hoje publicada.

(arquivo)

(arquivo)

"Quero viver num país europeu, não num país árabe", afirmou Saja al-Dulaimi, durante a entrevista, filmada no Líbano.

Al-Dulaimi saiu em liberdade há vários meses de uma prisão libanesa, onde estava detida desde 2014, com os filhos, por suspeita de ligações a organizações extremistas.

"Fui rotulada de terrorista, mas não tenho nada a ver com isso", lamentou.

"Quero viver em liberdade", disse a mulher, de 28 anos, ao mesmo tempo que elogiou a lei islâmica ('sharia') por, na sua opinião, ter dado "liberdade e direitos às mulheres".

A filha de sete anos, Hagar, que nasceu do casamento com o líder do EI, "quer estudar" na Europa. Uma análise ao ADN, realizada pelas autoridades libanesas, confirmou que Hagar é filha de Al-Baghdadi.

Nascida numa família iraquiana abastada, Al-Dulaimi disse ter sido casada com um membro da guarda pessoal do antigo Presidente do Iraque Saddam Hussein. O casal teve gémeos.

Depois de viuvar, voltou a casar em 2008, seguindo os conselhos do pai, com Al-Baghdadi.

Al-Dulaimi descreveu o líder do EI, que também tinha filhos de um casamento anterior, como "um homem de família normal" e um professor universitário, amado pelos filhos.

Na altura, Al-Baghdadi combatia nas fileiras da rede terrorista Al-Qaida no Iraque, da qual o EI nasceu. Em 2010, assumiu a chefia do EI.

Os Estados Unidos anunciaram uma recompensa de 10 milhões de dólares (mais de 8 milhões de euros) pela cabeça de Al-Baghdadi.

Al-Dulaimi afirmou que deixou o líder do EI ao fim de três meses de casamento, já grávida da filha.

"Como é que ele se tornou o emir (califa) da organização terrorista mais perigosa do mundo é um mistério", disse.

"A última conversa que tivemos foi em 2009. Ele perguntou-me se eu queria voltar, mas eu já tinha decidido (...) onde está a minha culpa? Estive casada com ele em 2008. Agora estamos divorciados", acrescentou.

Saja al-Dulaimi voltou a casar com um palestiniano, de quem também tem um filho.

Lusa

  • Operação antiterrorista na Bélgica terminou
    1:45

    Daesh

    A operação policial em Courtrai na Bélgica já terminou. Foi uma operação antiterrorista levada a cabo pelas autoridades belgas e francesas, na região da Flandres. A correspondente da SIC na Bélgica Susana Frexes esteve no local onde decorreram as buscas, a um hotel desativado a cerca de 30 quilómetros de Lille. A ação foi desencadeada após a detenção de um suspeito ligado ao Daesh que estava planear mais um ataque em França.

  • Exército sírio intensifica combates contra o Daesh
    1:17

    Mundo

    O exército sírio intensificou os combates para derrubar o Daesh. Depois de conquistar Palmira, as forças governamentais avançaram esta terça-feira sobre Homs. Apesar do cessar-fogo em vigor, há registo de combates entre grupos jihadistas e o exército.

  • As IPSS são estruturantes no país. Fazem o que Estado não faz porque não pode, não quer, ou não chega a tudo. Chama-se sociedade civil a funcionar. E o Estado subsidia, ajuda, (com)participa, apoia. Nada contra. A questão é quando as IPSS e outras instituições, fundações, associações, federações e quejandas se tornam verdadeiras "indústrias".

    Pedro Cruz

  • O ano "saboroso" de António Costa
    0:51

    País

    António Costa diz que 2017 foi um ano "saboroso" para Portugal. Num encontro com funcionários portugueses, em Bruxelas, antes do Conselho Europeu desta quinta-feira, o primeiro-ministro realçou o que o país conquistou no último ano, no plano europeu, e que culminou com a eleição de Mário Centeno para a Presidência do Eurogrupo.

  • Lince ibérico esteve à venda no OLX

    País

    Um anúncio de venda de um lince ibérico, por 1.500 euros, foi publicado esta semana no site de classificados OLX, com uma morada de Alcoutim, no Algarve. A autenticidade da publicação não foi confirmada, mas em setembro foi encontrada a coleira de um lince ibérico precisamente em Alcoutim. As autoridades estão a investigar.

    SIC

  • Estabilização dos solos nas áreas ardidas
    1:58

    País

    Está a começar uma intervenção de emergência para estabilizar os solos nas áreas ardidas nos incêndios florestais. O trabalho das equipas que estão no terreno arrancou na zona da Lousã mas vai passar por vários concelhos como Pampilhosa da Serra e Vila Real.