sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Operação policial na Bélgica ligada ao atentado evitado em França

Uma nova operação antiterrorista está em curso na cidade de Courtrai, na Bélgica, no quadro da investigação relacionada com Reda Kriket, suspeito de um iminente atentado em França, evitado pelas autoridades francesas.

Arquivo

De acordo com vários órgãos de comunicação social belgas, polícias e militares estão envolvidos na operação que decorre em Courtrai, na região da Flandres, muito perto da fronteira com França.

Na quarta-feira, o alegado jihadista Reda Kriket, principal suspeito na investigação de um atentado evitado em França, foi formalmente acusado de associação de malfeitores, por ligação a uma organização terrorista criminosa.

Já condenado na Bélgica no âmbito de um caso de terrorismo e suspeito de ter estado nas fileiras do Daesh na Síria, Reda Kriket foi detido na passada quinta-feira na região de Paris.

Num apartamento ocupado por Kriket em Argenteuil, na periferia parisiense, a polícia encontrou espingardas de assalto, pistolas e explosivos, incluindo TATP, o explosivo artesanal de eleição dos jihadistas do Daesh.

Este caso é distinto da investigação sobre os atentados de Paris e Bruxelas, embora tenham sido estabelecidas algumas ligações entre os protagonistas.

Um outro suspeito, Anis B., que se crê ter sido mandatado pelo Daesh para cometer um atentado em França com Reda Kriket, foi detido no domingo em Roterdão, na Holanda, e é alvo de um mandado de prisão europeu emitido por juízes franceses.

Com Lusa

  • Marcelo de volta a casa após diagnóstico de gastroenterite aguda
    3:37
  • "Todas as decisões que tomei foi sempre a pensar no Sporting primeiro"
    2:08
  • Saransk tanto anseia por Ronaldo que até lhe fizeram um vídeo e uma música
    3:07
  • Portugal quer atrair imigrantes
    1:28

    País

    O Governo prepara-se para regularizar a situação de 30 mil imigrantes ilegais que vivem em Portugal. De acordo com a edição deste sábado do semanário Expresso, o Executivo pretende também abrir portas a 75 mil novos imigrantes por ano.