sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Daesh tem recrutado portugueses na Grande Lisboa e centro do país

É na Grande Lisboa e no centro do país que o Daesh tem recrutado portugueses para o grupo terrorista.

O jornal Expresso garante que não tem sido utilizada apenas a internet para aliciar possíveis simpatizantes. Fonte ligada à investigação explica que a "capacidade de recrutamento do grupo continua e há novos casos", tendo aumentado "a ameaça e a preocupação".

O semanário garante que os arredores da capital são usados para "apoio logístico" aos radicais que passam por Portugal. Dois portugueses, suspeitos de fazerem propaganda extremista na internet foram alvo de um inquérito-crime por parte do Ministério Público.

O Expresso revela também que, há poucas semanas, as autoridades portuguesas conseguiram travar uma tentativa de radicalização numa instituição de reinserção social do norte de Lisboa.

  • Vigilância apertada nos aeroportos portugueses
    2:51

    Daesh

    Após a mensagem divulgada pelo Daesh, o Governo confirmou um reforço da vigilância nos aeroportos nacionais, mas o nível de alerta de ameaça terrorista mantém-se inalterado. A mensagem, com uma ameaça direta à Península Ibérica, levou ao reforço da videovigilância e comunicação entre as forças de segurança.

  • Daesh "é uma ameaça que tem de ser levada naturalmente a sério"
    5:28

    País

    A ministra da Administração Interna confirma que a vigilância foi reforçada nos aeroportos, mas não devido à ultima ameaça conhecida do Daesh. Em declarações a SIC, Constança Urbano de Sousa reforçou que o nível de alerta mantém-se moderado. A ministra considerou também prematuras as acusações de atuação excessiva da polícia no bairro da Ameixoeira.

  • Sabe onde fica a Nambia? Algures em África, segundo Trump

    Mundo

    "O sistema de saúde na Nambia é incrivelmente autossuficiente", declarou o Presidente dos Estados Unidos num discurso proferido num almoço com líderes africanos. No encontro, realizado esta quarta-feira à margem da 72.ª Assembleia-Geral da ONU, em Nova Iorque, Donald Trump repetiu o erro. Os utilizadores das redes sociais não perdoaram mais este "lapso" do chefe de Estado norte-americano.

  • Ambiente e direitos humanos dominam discurso de Costa na ONU
    2:03
  • Yoko Ono obriga limonada "John Lemon" a mudar de nome

    Cultura

    A viúva do Beatle John Lennon ameaçou processar uma empresa de bebidas polaca por causa da limonada "John Lemon". Yoko Ono não terá gostado do trocadilho entre Lennon e Lemon (limão, em inglês) e quer ver toda e qualquer garrafa com este rótulo retirada do mercado.