sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Daesh executa 15 seguranças após morte de um líder na Síria

O Daesh executou 15 dos seus "agentes de segurança", na sequência da morte de um importante líder desta organização, na quarta-feira, durante um bombardeamento na Síria, informou hoje o Observatório sírio para os Direitos Humanos.

(arquivo)

(arquivo)

Em comunicado, esta Organização Não Governamental (ONG) indica que estes 15 elementos faziam parte dos 35 "agentes" do Daesh, que foram presos após o bombardeamento, supostamente lançado pela coligação internacional liderada pelos Estados Unidos da América, e que matou o comandante militar do grupo "jihadista" Abu al Hiya al Tunisi.

O diretor do Observatório sírio para os Direitos Humanos, Rami Abdulrahman, disse à agência espanhola EFE que a execução dos 15 homens ocorreu no sábado, após o Daesh os ter acusado de "espionagem a favor do estrangeiro".

Na noite de 30 de março, um avião não tripulado bombardeou um veículo em que seguia Al Tunisi, nos arredores da cidade de Al Raga, principal bastião do Daesh em território sírio.

Al Tunisi tinha sido enviado desde o Iraque para a Síria pelo líder do Daesh, Abu Bakr al- Baghdadi, para supervisionar as operações militares da organização na província de Alepo, no noroeste do país.

Al Tunisi foi morto durante o ataque, juntamente com outro homem, que não se sabe se era o condutor do veículo ou outro líder "jihadista".

Nas últimas semanas, vários líderes da Daesh morreram em bombardeamentos.

Com Lusa

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Jane Goodall iniciou palestra com sons semelhantes aos dos chimpanzés
    2:18

    País

    A investigadora Jane Goodall esteve esta quinta-feira em Lisboa para participar numa conferência da National Geographic. A primatóloga começou o seu discurso com sons semelhantes aos dos chimpanzés. Numa entrevista à SIC, Goodall falou sobre os chimpanzés e sobre o trabalho que continua a desenvolver em todo o mundo, em prol do ambiente, dos animais e das pessoas. 

  • NATO vai aumentar luta contra o terrorismo

    Mundo

    O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que os aliados da NATO concordaram esta quinta-feira em aumentar a luta contra o terrorismo e em "investir mais e melhor" na Aliança.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.