sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Pena máxima para responsável na Bélgica de recrutamento para a Síria

Um dos chefes da rede jihadista na Bélgica, Khalid Zerkani, foi hoje condenado a 15 anos de prisão sob a acusação de ter recrutado e enviado numerosos jovens para a Síria, incluindo os autores dos atentados de Paris.

© Yves Herman / Reuters

A sentença foi decretada pelo tribunal de apelação de Bruxelas, e após este marroquino de 42 anos, ativo no bairro bruxelense de Molenbeek entre 2012 e 2014, ter apelado da condenação em primeira instância a 12 anos de prisão, em julho de 2015.

No entanto, a jurisdição superior aplicou hoje o arguido, que não compareceu na audiência por motivos não especificados, a pena máxima de 15 anos por ter dirigido um grupo terrorista.

A deliberação, anunciada num palácio da justiça sob apertada vigilância, o tribunal sublinhou o "cinismo" daquele que era designado por "Pai Natal" pelos seus jovens discípulos, a quem fornecia o dinheiro necessário para seguirem em direção à Síria.

Zerkani, que negou sempre todas as acusações, adotou uma atitude de "manifesta denegação", prova da sua "ausência total de arrependimento", segundo a instância.

Na abertura do processo desta rede na primavera de 2015, perante um tribunal de Bruxelas, apenas 13 dos 39 suspeitos estiveram presentes, incluindo Zerkani, com os restantes 19 a serem considerados como ainda envolvidos na zona dos conflitos, ou já mortos.

Entre os ausentes figurava designadamente Chakib Akrouh, que integrou os comandos jihadistas de 13 de novembro de 2015 em Paris, e que se fez explodir durante o assalto policial de Saint-Denis, na região parisiense, cinco dias depois, e ainda o belgo-marroquino Abdelhamid Abaaoud, presumível organizador dos atentados de Paris e morto na mesma ação policial.

Zerkano, detido desde 2014, é ainda acusado de ter dirigido outra rede jihadista, e a seu pedido será julgado separadamente, e posteriormente, neste caso.

Lusa

  • Paulo Macedo pede calma para o bem do banco
    1:45

    Caso CGD

    Paulo Macedo falou pela primeira vez desde que foi eleito o novo Presidente da Caixa Geral de Depósitos e, para o bem do banco público, pediu calma a todos. Passos Coelho veio dizer que a recapitalização da Caixa pode ter de ser feita no verão do próximo ano para salvaguardar o défice deste ano. Já António Costa preferiu não comentar as declarações de Passos e diz que o banco público há muito que precisava de ser recapitalizado.

  • Condutores continuam com dúvidas em como circular numa rotunda
    2:06

    País

    Circular nas rotundas continua a ser um problema para muitos condutores. Cerca de 3 mil foram multados nos últimos três anos depois da entrada em vigor do novo código, os números são avançados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária. Os instrutores de condução dizem que a medida provoca mais confusão nas horas de ponta.

  • O que aconteceu à menina síria que relatava a guerra no Twitter?
    1:59
  • Youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Reportagem da SIC "Renegados"
    1:27

    Grande Reportagem SIC

    O youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Grande Reportagem SIC "Renegados". Desde ontem já teve 67 mil visualizações no Facebook. Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada.«Renegados» é como se sentem estes filhos de uma pátria que os excluiu. Para ver, esta quarta-feira, no Jornal da Noite da SIC.

  • "A nossa guerra não deixou heróis, só vilões e vítimas"
    5:26

    Mundo

    Luaty Beirão é o rosto mais visível de um movimento de contestação ao regime angolano que começou em 2011, ano da Primavera árabe. Mas a par dos 15+2, mediatizados num processo que os condenou por lerem um livro, outros activistas arriscam diariamente a liberdade.