sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Obama aprova envio de mais 250 militares para a Síria para combater Daesh

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou hoje o envio suplementar de 250 soldados norte-americanos para a Síria, para apoiar a luta contra o Daesh, o autoproclamado Estado Islâmico.

Marines norte-americanos preparam lançamento de morteiros.

Marines norte-americanos preparam lançamento de morteiros.

© Reuters Photographer / Reuter

"Aprovei o envio adicional de 250 militares norte-americanos, nomeadamente forças especiais, para a Síria", declarou Obama, em Hanôver, na Alemanha.

Obama esclareceu que as tropas vão treinar e dar assistência "às forças locais" que lutam contra o grupo extremista islâmico.

No domingo, o presidente norte-americano tinha rejeitado a possibilidade de se criar uma zona de segurança no norte da Síria por "questões práticas", já que isso implicaria invadir militarmente grande parte do país.

O presidente norte-americano falava numa conferência de imprensa, depois da reunião com a chanceler alemã, Angela Merkel, em Hanôver, onde abordou questões como o acordo comercial entre os Estados Unidos e a União Europeia, a situação na Síria e na Líbia, o conflito na Ucrânia, as divergências com a Rússia e a crise dos refugiados.

Barack Obama destacou que a sua rejeição não tem a ver com uma "objeção ideológica", mas sim com uma mera "questão prática", explicando que é muito complexo estabelecer uma zona de segurança com êxito, já que será preciso destacar um grande número de tropas em terra, controlar movimentos e estabelecer pontos de controlo.

Lusa

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Erdogan apela ao reconhecimento de Jerusalém Oriental como capital
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28