sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Turquia atribui autoria do atentado em Gaziantep ao Daesh

O autor do atentado com carro armadilhado que no domingo matou dois polícias em Gaziantep, sudeste da Turquia, está ligado ao grupo Daesh, afirmou hoje o ministro do Interior turco, Efkan Ala.

O ataque, em frente ao quartel-general da polícia da cidade turca, que também provocou 22 feridos, foi cometido por "um membro de uma organização terrorista ligada ao Daesh [acrónimo árabe do EI]", declarou Ala, acrescentando que foram detidas 50 pessoas no âmbito das investigações.

O atentado em Gaziantep, uma cidade com 1,6 milhões de habitantes próximo da fronteira com a síria, não foi reivindicado e ocorreu uma semana após a visita à região de diversos dirigentes europeus, incluindo a chanceler Angela Merkel e o presidente do Conselho europeu, Donald Tusk.

Em estado de alerta máximo, a Turquia tem registado em 2016 diversos atentados atribuídos ao Daesh ou relacionados com o reinício do conflito curdo e que atingiram em particular Ancara e Istambul, com um balanço de dezenas de vítimas.

Membro da NATO e da coligação 'anti-jihadista' liderada pelos Estados Unidos, a Turquia parece ter reforçado as suas operações contra o Daesh no norte da Síria, onde o grupo islamita radical controla zonas perto da fronteira turca.

No domingo, mais de 60 presumíveis membros do Daesh foram mortos na Síria pela artilharia turca e "drones" da coligação que descolaram da Turquia, assegurou hoje a agência noticiosa pró-governamental Anatolia, mas ainda sem confirmação independente.

Estes bombardeamentos foram uma resposta a numerosos disparos de 'rockets' atribuídos ao Daesh contra a cidade fronteiriça turca de Kilis, que desde o início do ano terão provocado pelo menos 19 mortos.

Com Lusa

  • Os momentos que marcaram o 7.º dia de Mundial
    1:08
  • "Ronaldos nascem na Rússia como cogumelos"
    1:49
  • Os momentos descontraídos dos jogadores
    1:54
  • Ronaldo no País dos Sovietes: O humor russo
    1:32
  • Schulz responde a Trump: "é um especialista em estatísticas criminais"

    Mundo

    "Donald Trump é um especialista em estatísticas criminais: pagamentos a estrelas porno, contactos ilegais com russos e diretores de campanha presos". Foi assim que o deputado alemão Martin Schulz respondeu ao Presidente norte-americano, depois de este ter afirmado várias vezes que a criminalidade na Alemanha aumentou devido à imigração.

    SIC

  • "Vou pedir a alguém que dê esta notícia por mim". Jornalista emociona-se com o caso dos bebés mexicanos separados das famílias
    0:49