sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Daesh já perdeu 45% do território no Iraque e 20% na Síria

O Pentágono garantiu hoje que o grupo que se designa por Estado Islâmico já perdeu 45% do território que controlava no Iraque desde o início da ofensiva norte-americana e 20% na Síria.

(arquivo)

(arquivo)

O porta-voz do Pentágono, Peter Cook, fez hoje, em conferência de imprensa, uma atualização da informação sobre o terreno controlado pelo grupo e assegurou que este "no Iraque perdeu 45% do território que controlava e na Síria está entre 16% e 20%".

Segundo Washington, o grupo está em retirada, apesar de se manter nos seus bastiões sírio de Raqa e iraquiano de Mossul e combater em várias frentes na Síria e no Iraque, ao mesmo tempo que consolidou a sua presença no caos líbio, no Norte de África.

Por outro lado, Cook assegurou que não tem informações sobre o reposicionamento de tropas iraquianas, mudadas da frente da batalha contra o grupo para reforçar a segurança de Bagdade, depois de vários atentados, que provocaram mais de cem vítimas mortais nos últimos dias.

"Não estamos ao corrente de que forças iraquianas tenham sido transferidas para Bagdade de uma maneira que ponha em causa a operação" contra aquele grupo, disse Cook.

Os EUA anunciaram o envio de mais quatro mil militares para o Iraque, para assistir e assessorar as tropas iraquianas e curdas na luta contra o grupo, que ainda controla zonas da província sunita de Al Anbar e do vale do Eufrates.

Lusa

  • Jovens adoptados e filha do líder da IURD com versões diferentes dos acontecimentos
    4:06

    País

    Os jovens adoptados e a filha do bispo Edir Macedo, que alegadamente os adoptou, têm versões diferentes sobre o que aconteceu. Vera e Luís Katz garantem que foram adoptados por uma família norte-americana, com que viveram até aos 20 anos. Viviane Freitas, filha do líder da Igreja Universal do Reino de Deus, conta que foi mãe das crianças durante três anos, apesar de lhe ter sido negada a adopção.

  • Cabecilha da seita Verdade Celestial é "mentiroso, egocêntrico e psicótico"
    2:22

    País

    O cabecilha da seita "Verdade Celestial" foi condenado a 23 anos de pena de prisão por abusos sexuais de crianças e adolescentes. O juiz diz que o cabecilha do grupo era mentiroso patológico, egocêntrico, impulsivo e com personalidade psicótica. Dos oito acusados, duas mulheres foram absolvidas e seis arguidos foram condenados a penas efectivas. A rede de abusadores foi desmantelada há dois anos, numa quinta de Palmela.

  • Mau tempo obriga ao cancelamento de centenas de voos na Europa
    1:21