sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Exército iraquiano mata governador do Daesh em Fallujah

O exército iraquiano anunciou hoje a morte do governador do Daesh em Fallujah, cidade contra a qual as forças governamentais lançaram hoje uma ofensiva para tentar expulsar os extremistas.

© Thaier Al-Sudani / Reuters

Segundo um comunicado da Célula de Informação de Guerra do Exército, o governador jihadista Hayi Hamza morreu junto de vários dos seus colaboradores num ataque em que outros quatro supostos radicais ficaram feridos.

Na nota acrescenta-se que nas operações para libertar a cidade, nas mãos do Daesh desde janeiro de 2014, morreram 30 jihadistas na zona de Albu Sayel e outros quatro em Al Rashad.

Segundo o comunicado, na zona de Albu Sayel também foi abatido um dirigente do Daesh, identificado com Abu Amer al Ansari, e um dos seus ajudantes.

O primeiro-ministro iraquiano, Haidar al Abadi, anunciou esta madrugada o início de uma ofensiva para tirar das mãos do Daesh a cidade de Fallujah, situada a 50 quilómetros a leste de Bagdade, na província ocidental de Al Anbar.

Num discurso na televisão, Al Abadi declarou que "o momento da libertação de Fallujah chegou".

"Aproxima-se o momento da vitória decisiva, e ao Daesh só resta a opção de fugir. A bandeira do Iraque hasteará alto sobre Faluya", acrescentou.

A província de Al Anbar esteve desde janeiro de 2014 parcialmente sobre o controlo do Daesh, que perdeu em dezembro passado a capital da província - Ramadi - mas mantém ainda nas suas mãos a cidade de Fallujah, a segunda mais importante da região.

Lusa

  • Younes Abouyaaqoub, o homem mais procurado de Espanha
    1:53
  • Vila de Gavião viu-se cercada pelas chamas
    2:17
  • Costa desafia PSD para pacto depois das autárquicas
    1:14
  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22