sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Forças apoiadas pelos EUA avançam contra o Daesh na Síria e no Iraque

As forças apoiadas pelos Estados Unidos na Síria e no Iraque avançaram hoje na luta contra o grupo extremista Daesh, mas analistas consideraram que a ofensiva poderá ser longa.

(Arquivo)

(Arquivo)

STR

Na Síria, onde os ataques se multiplicam em várias frentes, o combate parece estar concentrado contra o grupo extremista em Raqa, onde prossegue uma ofensiva lançada terça-feira pela aliança das forças curdo-árabes com o apoio da coligação, liderada pelos Estados Unidos.

A Aliança das Forças Democráticas da Síria pretende recuperar a cidade de Raqa, considerada a capital do grupo extremista Daesh.

Segundo a aliança, já foram libertadas cinco aldeias e quatro campos.

A operação para recuperar Raqa foi anunciada um dia depois do início de uma grande ofensiva para recuperar a cidade de Fallujah, no Iraque.

Tropas iraquianas, apoiadas por milícias pró-governamentais, avançam em direção à cidade, onde cerca de 50.000 civis vivem uma situação dramática, sem alimentos e medicamentos.

Os Estados Unidos e os seus aliados pretendem recuperar Raqa, Fallujah e Mossul, segunda maior cidade do Iraque, na luta contra o Daesh, grupo ultrarradical responsável por terríveis atrocidades nas regiões sob seu controlo na Síria e no Iraque e ataques terroristas na Europa.

Para os analistas, os combates podem eternizar-se.

"Os desafios em jogo para enfraquecer e acabar com o EI, com posições fortificadas há bastante tempo, são enormes", segundo um grupo de análise Soufan, com sede em Nova Iorque.

A recuperação de Fallujah representa o maior desafio, dos últimos dois anos, para as forças iraquianas, acrescentou.

Na Síria, a "determinação do Estado Islâmico para defender Raqa significa que a batalha vai ser uma das mais ferozes", salientou.

Com Lusa

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN interrompeu perto das 13:00 a leitura do acórdão iniciada pelas 10:30. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas.

  • Greve na Função Pública vai afetar escolas, saúde e cultura

    País

    A greve nacional convocada para sexta-feira pela Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública (FNSTFPS) deverá afetar as escolas, a área da saúde e ainda da cultura, entre outros serviços, afirmou esta quarta-feira a dirigente sindical, Ana Avoila.

  • Papa pede a Trump para ser pacificador
    1:12
  • Supremo confirma condenação de Messi por fraude fiscal

    Desporto

    O Supremo Tribunal de Justiça espanhol confirma a condenação de Lionel Messi por fraude fiscal. A notícia foi avançada pelo El País. O jogador do Barcelona foi condenado a 21 meses de prisão por três crimes fiscais que lesaram o Estado em 4,1 milhões de euros.

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.