sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Daesh foi a "maior ameaça" terrorista no mundo em 2015

O grupo extremista Daesh representou em 2015 a "maior ameaça" terrorista no mundo, segundo um relatório divulgado hoje pelo governo dos EUA, que também acusa o Irão e a Síria de reforçarem os seus vínculos terroristas.

(Arquivo)

(Arquivo)

STR

"A capacidade e o controlo territorial do EI no Iraque e na Síria chegaram ao seu ponto mais elevado na primavera de 2015, mas começaram a ruir na segunda metade desse ano", precisou o governo norte-americano no documento.

Em 2015, o Daesh atacou a França, Líbano e a Turquia, atos que "demonstram a capacidade da organização para organizar planos letais para além do Iraque e da Síria", assim como as debilidades dos sistemas de segurança fronteiriça internacional.

Os EUA destacaram ainda neste documento que o grupo extremista Daesh, a rede Al Qaeda e filiais de ambos os grupos estão focados em ataques em massa, como os ataques a cadeias hoteleiras no Burkina Faso, Mali e Tunísia, e o bombardeamento de um avião de passageiros russos no Egito com 224 pessoas a bordo.

"Estes planos foram concebidos para minar a segurança económica, prejudicar economias frágeis, diminuir a confiança no governo e abrir mais fendas religiosas e partidárias", referiu o documento do Departamento de Estado.

O grupo Daesh, em 2015, serviu também de inspiração para ataques de indivíduos ou pequenos grupos radicalizados em várias cidades do mundo, como em San Bernardino, na Califórnia, onde os alegados simpatizantes dos grupos causaram em dezembro 14 mortos ao atacar uma festa natalícia.

Lusa

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN interrompeu perto das 13:00 a leitura do acórdão iniciada pelas 10:30. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas.

  • Papa pede a Trump para ser pacificador
    1:12
  • Supremo confirma condenação de Messi por fraude fiscal

    Desporto

    O Supremo Tribunal de Justiça espanhol confirma a condenação de Lionel Messi por fraude fiscal. A notícia foi avançada pelo El País. O jogador do Barcelona foi condenado a 21 meses de prisão por três crimes fiscais que lesaram o Estado em 4,1 milhões de euros.

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.