sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Daesh destrói templo de Nabu no Iraque

O Daesh destruiu com explosivos e escavadoras o templo de Nabu, na cidade arqueológica de Nimrud, no norte do Iraque, de acordo com um vídeo dos jihadistas, hoje divulgado na Internet.

(arquivo)

(arquivo)

No vídeo, os extremistas ameaçam destruir as pirâmides de Gizé e edifícios modernos como o Burj Califa no Dubai, a torre mais alta do mundo.

O chefe da comissão de antiguidades da província de Ninive, na qual se situa Nimrud, Sidu Hussein al Tatani, disse à agência noticiosa espanhola EFE que o templo de Nabu foi demolido na segunda-feira.

"É mais uma das operações de destruição de locais arqueológicos de Ninive, iniciadas pelo Daesh, desde que tomou o controlo da zona, em junho de 2014", lamentou.

Em Nimrud, a sudeste da cidade de Mossul, o bastião do Daesh no Iraque, os jihadistas destruíram, em março, dois touros alados e vários templos.

O professor da universidade de Mossul, Nabil Nuredin, afirmou que o templo era dedicado ao culto da divindade Nabu, venerado nas épocas assíria e babilónica, há mais de três mil anos.

Nimrud, uma das mais antigas cidades assírias, tem uma planta quadrada e está rodeada por um muro de oito quilómetros de comprimento, reforçado por torres de defesa em cada uma das esquinas.

A cidade chegou a ser um importante centro de poder durante o reinado de Salmanasar I (1373-1244 a.C.), mas perdeu importância até ter ascendido ao trono Asurnasirpal II (883-859 a.C.), que converteu a cidade na capital militar do seu império.

O Daesh tem destruído, desde que conquistou largas zonas no Iraque e na Síria e proclamou um califado, importantes monumentos arqueológicos, como as ruínas de Palmira, património da humanidade da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

Lusa

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.